22/12/2019 - 19h42

Miami Dolphins flerta com vexame, mas vence Cincinnati Bengals

Dolphins venciam por 23 pontos no último quarto, cedem empate, mas vencem na prorrogação

Num jogo realmente maluco, o Miami Dolphins parecia entregar uma vitória certa contra o Cincinnati Bengals neste domingo (22). Só que com a graça dos deuses e um grande jogo de Ryan Fitzpatrick, a equipe venceu por 38 a 35 na prorrogação. Jogando em casa, Miami vencia o duelo por inacreditáveis 35 a 12 no último quarto, com apenas 11 minutos para o final.

Fitzpatrick terminou o duelo com 419 jardas, quatro touchdowns e uma interceptação. “FitzMagic” é o primeiro quarterback da franquia desde Dan Marino a lançar pelo menos 400 jardas e quatro TDs num jogo. Mike Gesicki recebeu dois TDs e acumulou 82 jardas. DeVante Parker recebeu apenas um, porém contribuiu com 111 jardas aéreas em cinco recepções para Miami.

Pelos Bengals, Andy Dalton lançou quatro TDs e 396 jardas. O quarterback acertou 33 passes em 56 tentativas. Bom para Tyler Boyd, que conseguiu dois touchdowns em nove recepções. Além disso, o recebedor conquistou 128 jardas para a equipe. Vale menção honrosa para Shawn Williams. O safety liderou o time em tackles com 13, sendo oito sozinho, com direito a um sack.

Fitzmagic em ação:

A tarde começou perfeita para os Dolphins. Fitzpatrick ligou o modo FitzMagic cedo. E o primeiro touchdown da partida veio pelas mãos de Christian Wilkins. Sim! O defensive tackle estava elegível para o passe e anotou num lance digno dos trapalhões. Depois de receber a bola praticamente na end zone, o grandalhão quase sofreu o fumble, mas conseguiu recuperar a posse a tempo, 07 a 00.

Depois de forçar um three-and-out dos visitantes, Miami voltou a pontuar. Fitz encontrou DeVante Parker para sete jardas e ampliou o placar, 14 a 00. Antes do intervalo, os Bengals descontaram com um field goal de 20 jardas, mas os Dolphins chegariam à área pintada mais uma vez. Agora Fitzpatrick encontrou Mike Gesicki livre numa bola de 31 jardas, 21 a 03. Na sequência, Randy Bullock voltou à cena em mais um FG para Cincinnati, agora de incríveis 57 jardas, 21 a 06 e final de segundo quarto.

Na volta dos vestiários, Fitzpatrick voltou com tudo. O QB lançou o quarto touchdown na partida, novamente para Gesicki, agora para 13 jardas. Sorte dos Bengals que a resposta foi rápida. Andy Dalton apareceu num bolão de 34 jardas para Boyd, 28 a 12, já que a tentativa de dois pontos falhou para os visitantes. Só que em seguida, uma sequência de lambanças começou a ditar novos rumos no jogo.

Conexão Fitzpatrick-Gesicki funcionou para os Dolphins:

Fitzpatrick tentou uma bola longa para Parker. O quarterback estava confiante. Só que o lançamento saiu um pouco mais forte que o esperado e a bola caiu nas mãos de Darius Phillips dos Bengals. Com a interceptação, o ataque do time pôde voltar ao campo. Só que Cincinnati não chegou ao incrível recorde de 1-13 à toa. Dalton sofreu um sack de Trent Harris e soltou a bola que acabou recuperada por Miami. (Andrew Van Ginkel)

A consequência do lance foi mais um TD. Myles Gaskin aproveitou e correu duas jardas para dar novos números ao placar: 35 a 12 para os donos da casa. Com o relógio marcando 11 minutos para o final do confronto, tudo parecia resolvido. Até que Andy Dalton subitamente relembrou como se joga na NFL. O quarterback desembestou a lançar touchdowns a torto e a direito.

O primeiro deles foi com C.J. Uzomah para oito jardas, 35 a 19. Na sequência, Jason Sanders errou um chute de 47 jardas. Com os visitantes novamente com a posse, novo TD. Faltando 29 segundos para o fim, Boyd recebeu passe de três jardas e o time ainda conseguiu a conversão de dois pontos, 35 a 27. Onside kick realizado com sucesso pelos Bengals que assim teriam uma última chance. E eles foram fatais.

Dalton conseguiu um passe de 29 jardas para Boyd, mantendo a campanha viva. Para levar o embate para a prorrogação, passe de 25 jardas pelo meio para Tyler Eifert com o cronômetro zerado. Depois, o próprio QB correu para a conversão de dois pontos, 35 a 35. Foram 23 pontos dos Bengals no último quarto.

O incrível TD dos Bengals:

Na prorrogação, as defesas dominaram. Na terceira tentativa para os anfitriões, FitzMagic voltou. Numa terceira para dez, conectou Isaiah Ford para 15 jardas. E com dois minutos para o fim, conseguiu ótima bola para Ford mais uma vez, agora para 28 jardas. Assim, Sanders não perdoou. Chute de 37 jardas no alvo e vitória dos Dolphins por 38 a 35.

Apesar do grande jogo, mais uma derrota para o Cincinnati Bengals (1-14). A “boa notícia” é que com o revés, a equipe garantiu a primeira escolha do próximo draft. Na próxima semana, o time fecha a temporada contra o Cleveland Browns em casa. Já o Miami Dolphins (4-11) viaja para bater de frente com o New England Patriots.

Lances de Dolphins 38, Bengals 35:

Foto: Twitter / Miami Dolphins

NFL 2019 – SEMANA 16

Sábado (21/12)

Houston Texans 23 @ 20 Tampa Bay Buccaneers
Buffalo Bills 17 @ 24 New England Patriots
Los Angeles Rams 31 @ 34 San Francisco 49ers

Domingo (22/12)

Jacksonville Jaguars 12 @ 24 Atlanta Falcons
Baltimore Ravens 31 @ 15 Cleveland Browns
New Orleans Saints 38 @ 28 Tennessee Titans
Carolina Panthers 6 @ 38 Indianapolis Colts
Cincinnati Bengals 35 @ 38 Miami Dolphins (OT)
Pittsburgh Steelers 10 @ 16 New York Jets
New York Giants 41 @ 35 Washington Redskins (OT)
Detroit Lions 17 @ 27 Denver Broncos
Oakland Raiders 24 @ 17 Los Angeles Chargers
Dallas Cowboys 9 @ 17 Philadelphia Eagles
Arizona Cardinals 13 @ 27 Seattle Seahawks
Kansas City Chiefs 26 @ 3 Chicago Bears – SNF

Segunda-feira (23/12)

22h15 – Green Bay Packers @ Minnesota Vikings

Oddsshark