22/01/2020 - 21h21

MLB não retirará World Series de Astros e Red Sox

MLB rejeita pedido para declarar Dodgers campeão das World Series de 2017 e 2018

O polêmico caso de espionagem que tem como principais envolvidos o Houston Astros e o Boston Red Sox continua dando o que falar durante a inter-temporada da Major League Baseball. Nesta quarta-feira (22), Rob Manfred, comissário da MLB, veio a público assegurar que não há qualquer plano para que as duas franquias tenham retiradas as World Series de 2017 e 2018, conquistadas respectivamente por Houston e Boston diante, nas duas ocasiões, do Los Angeles Dodgers.

A afirmação foi feita em entrevista à Fox Business Network apenas um dia após a Câmara de Los Angeles aprovar uma resolução pedindo à MLB que tire as conquistas de Astros e Red Sox e as outorgue aos Dodgers. “Acho que a resposta, do nosso ponto de vista, é ser transparente sobre o que a investigação apontou e permitir que nossos fãs tomem as próprias decisões sobre o que ocorreu”, afirmou Manfred antes de citar a preferência da liga por não mudar o que já ocorreu.

Ao justificar a manutenção das conquistas, o comissário citou um ponto relevante: a investigação sobre os Red Sox ainda não acabou, mesmo que a franquia tenha acordado a saída do manager Alex Cora. “É um pouco difícil tirar o troféu de alguém sobre quem ainda não há a conclusão de (ter feito) algo errado. Não sabemos qual será a conclusão do caso”, destacou ele.

Na sequência, veio outra frase polêmica, esta destinada aos torcedores da franquia californiana. “Não é absolutamente claro que o Los Angeles Dodgers teria levado as World Series” sem os casos de roubo de sinais, de acordo com Manfred. Ele também assegurou que novas investigações não estão descartadas. “Se recebermos evidências críveis de que qualquer outro time esteve envolvido, ele (a equipe) será investigado com a mesma dureza que ocorreu com os Astros”, disse ele.

Por fim, o homem-forte da MLB citou as saídas em decorrência do escândalo (Cora deixou os Red Sox, o manager A.J. Hinch e o general manager Jeff Luhnow saíram dos Astros e Carlos Beltran não é mais técnico do New York Mets) e as punições à franquia do Texas (perda de quatro escolhas no draft nos dois próximos anos, multa de US$ 5 milhões e suspensões para Luhnow e Hinch), colocando estas como uma base do que pode ocorrer no futuro em casos semelhantes.

Crédito das imagens: Reprodução/Twitter Houston Astros e Reprodução/Facebook Houston Astros

Oddsshark