07/01/2020 - 23h07

Boston Red Sox usou vídeos para roubar sinais dos adversários em 2018

Red Sox utilizavam um esquema em sua sala de vídeo, no qual os atletas comunicavam ao rebatedor qual arremesso seria feito

Mais um escândalo de roubo de sinais deve mexer com as estruturas da MLB. Segundo os repórteres Ken Rosenthal e Evan Drellich, do The Athletic, o Boston Red Sox utilizou uma sala de vídeo para analisar essas movimentações dos adversários durante a temporada regular de 2018.

Ainda segundo Rosenthal e Drellich, a tática não funcionou nos playoffs daquela temporada, porque funcionários da MLB ficaram na sala de vídeo da equipe, monitorando as ações no local.

Naquela temporada, os Red Sox lideraram a liga em corridas anotadas e um dos principais ataques em 2018. Antes do início daquele ano, a MLB lançou um memorando para todas as equipes proibindo a utilização de qualquer recurso tecnológico para roubar sinais dos rivais.

A tática funcionava com os atletas do banco de reserva dos Red Sox indo até a sala de vídeo, que fica localizada atrás do dugout da equipe. No local, os jogadores recebiam de membros da comissão técnica as sequências de sinais.

Em um esquema de ‘telefone sem fio’, os atletas iam passando a informação entre si até chegar a algum corredor em base, que então fazia a avaliação dos sinais do catcher adversário e com movimentos corporais, sinalizava ao rebatedor qual arremesso ele iria enfrentar.

Os Red Sox lançaram um comunicado, divulgado pelo repórter Chris Cotillo, do MassLive. “Nós recentemente fomos colocados sob alegações que sugerem que utilizamos de forma inapropriada nossa sala de vídeo. Nós tomamos essas denúncias de forma séria e vamos cooperar com a MLB com essa investigação”.

Os casos de utilização de recursos eletrônicos para roubo de sinais não são novidade dentro da MLB. No ano de 2017, três casos ganharam destaque.

Os Red Sox e o New York Yankees foram multados pela MLB pela ocorrência e ambos acusaram um ao outro. Enquanto os Yankees citaram que Boston utilizou um Apple Watch no banco de reservas para filmar os sinais, o time de Nova York foi acusado de pegar imagens da YES Network para o mesmo fim.

Além disse, a MLB investiga as ações do Houston Astros para roubar sinais naquela temporada, na qual a equipe conquistou a World Series.

Foto: Reprodução Twitter/Boston Red Sox

Oddsshark