18/01/2019 - 20h05

[PRÉVIA] Playoffs da NFL: Los Angeles Rams @ New Orleans Saints

Confronto coloca frente a frente as duas melhores campanhas da Conferência Nacional na decisão da NFC em NOLA

NEW ORLEANS, LA - NOVEMBER 4: Michael Thomas #13 of the New Orleans Saints runs after a catch against Sean Mannion #14 of the Los Angeles Rams at the Mercedes Benz Superdome on November 4, 2018 in New Orleans, LouisianaEmoção é o que não vai faltar na grande decisão da NFC da temporada 2018 da NFL. A final da Conferência Nacional será um confronto entre as equipes de seed 1# e 2# e que foram durante todo o ano favoritas a chegarem ao Super Bowl LII. New Orleans Saints e Los Angeles Rams prometem um duelo digno da expectativa criada em ver dois dos melhores ataques da liga e as defesas podendo ser fator de desiquilíbrio da balança para quem errar menos.

Os Saints vêm de vitória no Divisinal Round dos playoffs após uma dura partida contra os Eagles. O seu jogo terrestre foi contido pelos atuais campeões, enquanto seu jogo aéreo e sua defesa foram fundamentais para o triunfo da franquia de NOLA. Assim como em todo o ano, Drew Brees foi mais uma vez decisivo e mostrou o porquê é um dos candidatos a MVP da liga.

Já os Rams não passaram pela mesma dificuldade do rival do próximo domingo e dominaram os Cowboys durante toda a partida no Los Angeles Coliseum. Seu jogo terrestre atingiu 238 jardas com Todd Gurley e C.J. Anderson e chegam a sua primeira final de conferência desde 2001.

Esse será o segundo encontro dos times nesta temporada. Durante a fase regular os Saints venceram e tiraram a invencibilidade de Los Angeles em um tiroteio de 80 pontos. Agora, mais uma vez, o mando será da franquia de Nova Orleans, no Mercedes-Benz Superdome, no jogo que ocorre no próximo domingo (20), às 18h05 (horário de Brasília). Contudo, para saber mais sobre a grande final da NFC, a equipe The Playoffs preparou mais uma prévia para te deixar por dentro de todos os detalhes do que está por vir.

(Foto: Scott Cunningham/Getty Images)

NEW ORLEANS SAINTS

Os donos da casa chegam a decisão da NFC ainda mais motivados após vencerem os atuais campeões, o Philadelphia Eagles, na partida do Divisional Round. Mesmo com dificuldades no começo da partida, os comandados de Sean Payton contaram com dupla formada por Drew Brees e Michael Thomas para serem o fator de desequilíbrio pelo ar e com o cornerback Marshon Lattimore anotando duas interceptações contra Nick Foles e garantindo a vitória para o 1# seed da Conferência Nacional.

Com 13 vitórias em 16 jogos e ao vencer o time da Filadélfia, New Orleans chega ao NFC Championship com leve favoritismo pelo fator casa e por já ter derrotado o rival de domingo em uma final antecipada com os ataques dos dois lados atuando de forma magistral, mas a unidade ofensiva comandada pelo veterano signal caller é extremamente explosivo, com diversas armas, principalmente com Thomas, Alvin Kamara e Mark Ingram. Fora uma defesa sólida, que permite ao torcedor da franquia de Nova Orleans sonhar com o segundo Super Bowl de sua história.

A boa defesa de LA terá que fazer melhor que o último adversário dos Saints para conseguir avançar ao Super Bowl. Brees faz um temporada fantástica e alcançou seu melhor rating em 17 anos na liga, com 115,7. Além disso, o QB continua a bater recordes e não mostra indícios de que no fim de sua carreira.

Se os Rams quiserem ter alguma chance de vencer NOLA, terá que manter o under center fora de campo o máximo posssível, além da combater os avanços por terra, já que Kamara e Ingram podem fazer a diferença caso o camisa 9 não consiga acertar os seus alvos.

(Foto: Reprodução Twitter/NFL)

LOS ANGELES RAMS

Quando se fala de equilíbrio nas duas pontas da bola, os Rams são a melhor resposta nesse duelo. Com um ataque que produz muitas jardas e pontos, principalmente por conta de Jared Goff e Todd Gurley, e uma defesa que é especialista em deter o adversário no back field, muito por conta do domínio nas trincheiras imposto pelo provável back-to-back jogador defensivo do ano em Aaron Donald, o time da costa oeste é extremamente perigoso e se mostrou candidato ao Super Bowl desde a primeira partida da temporada da NFL.

Los Angeles recebeu os Cowboys no último fim de semana e bateu o Time da América por um placar até que apertado, se levar em conta que a pós-temporada da liga dificilmente tem algum confronto fácil. Entretanto, o domínio imposto pelos donos da casa e campeões da NFC West contra uma das melhores defesas e um ataque perigoso, até então, foi inegável.

Todo o planejamento feito pela diretoria junto ao head coach Sean McVay está dando frutos. Os investimentos e reforços com grandes nomes em todos os setores do campo não foi à toa e isso se refletiu durante o ano da equipe e para que pudesse ser ainda mais competitiva durante os playoffs, mas a parte final da temporada não foi o esperado. Mesmo com McVay chamando as jogadas e ajudando Goff, o QB ainda tem que melhorar o cuidado com a bola com fumbles e interceptações. Isso porquê o jogo corrido foi afetado com a ausência de Gurley, que sofreu com algumas lesões durante 2018 e perdeu algumas partidas e jogadas. Agora recuperado, e com a chegada da C.J. Anderson, Goff deverá jogar melhor.

Só que para poder sair classificado para a decisão da NFL, a defesa de LA deverá melhorar ainda mais seu principal defeito: conter o jogo corrido. A franquia foi a décima que mais cedeu jardas na temporada regular, com 1.957. Contra Ezekiel Elliott a evolução foi clara, contendo o RB a apenas 47 jardas. Só que enfrentar Kamara e Ingram será mais difícil do que se espera, mas não impossível quando se trata da busca pelo Lombardi Trophy.

(Foto: Reprodução Twitter/NFL)

QUEM PODE DECIDIR

Michael Thomas (Saints) – Thomas sem dúvidas é dos melhores wide receivers da NFL, mas sem o status dos outros jogadores da posição. Só que o reflexo do seu desempenho em campo deixa isso mais que claro. Contra os Eagles, o camisa 13 anotou nada menos que 171 jardas e um touchdown. Mesmo jogando contra Marcus Peters, no qual ele se sobressaiu durante a temporada regular, ou Aqib Talib, ele será o principal e mais seguro alvo de Brees durante o confronto. Em sua terceira temporada na NFL e pela terceira vez alcançando pelo menos 1.100 jardas aéreas, Thomas é o melhor recebedor que o signal caller já teve em sua carreira. Com 125 recepções na temporada, o wide receiver é responsável por parte do sucesso do ótimo ataque da franquia e continua sendo a válvula de escape quando o jogo terrestre não funciona.

Aaron Donald (Rams) – o defensive tackle é indiscutivelmente o melhor defensor da NFL. Donald domina linhas ofensivas como ninguém e é terror de qualquer quarterback. o DT liderou a liga mais uma vez em sacks totais, com 20,5 e praticamente garantiu o segundo título de Defensive Player of The Year – de forma consecutiva. O camisa 99 será fundamental para pressionar e apresar o passe de Brees, além de ajudar a deter as corridas do dou de running backs do adversário. A dominância de Aaron Donald poderá ser o diferencial que os Rams precisam para manter o ataque de New Orleans fora de campo.

PALPITE

Se unir como critérios o fator casa mais a questão de que os Saints venceram os Rams por dez pontos durante a temporada regular, o favoritismo pende para o lado dos campeões da NFC South. Contudo, não se pode descartar que o adversário é o mesmo que venceu os Chiefs em uma partida épica com mais de 100 pontos. Esse confronto tem de tudo para ser um tiroteio, no qual quem errar menos vence. Só que se deixar de comparar fatores externos como ataques e defesas, e analisar liderança e experiência, New Orleans têm isso de sobre frente a Los Angeles. E na “hora H”, ter Drew Brees como líder da equipe poderá fazer toda a diferença ao apito final.

Palpite Lucas: New Orleans Saints
Palpite The Playoffs: New Orleans Saints

LEIA MAIS

+ O que dizem as casas de aposta sobre Saints x Rams

AGENDA DA PARTIDA

Dia: 20/01/2019
Horário: 18h, horário de Brasília
Local: Superdome, New Orleans, Louisiana
Transmissão para o Brasil: ESPN e Watch ESPN

Oddsshark