23/03/2020 - 14h57

Membro do COI diz que Olimpíadas de Tóquio serão adiadas

Em entrevista ao USA Today, Dick Pound já fala do adiamento dos jogos olímpicos como algo certo

Estados Unidos conquistam título olímpico na Rio 2016Dick Pound, membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), afirmou em entrevista ao USA Today nesta segunda-feira (23) que as Olimpíadas de Tóquio serão mesmo adiadas devido à pandemia do coronavírus. Segundo o dirigente, a competição deve ocorrer apenas em 2021.

“Com base nas informações que o COI tem, o adiamento já está decidido”, afirmou Pound. “Os parâmetros seguintes ainda não foram definidos, mas os jogos não vão começar em 24 de julho, isso eu sei”.

Neste domingo (22), o COI realizou uma reunião emergencial para discutir a questão e, inicialmente, definiu uma data limite de quatro semanas para uma decisão sobre o adiamento dos jogos, evento que ainda está marcado para suas datas inicialmente pensadas, entre 24 de julho e 9 de agosto deste ano. O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, já havia afirmado que o adiamento era uma possibilidade.

Inicialmente, porém, o COI e governo japonês relutavam na remarcação ou redução dos jogos olímpicos, entendendo haver tempo hábil para que o mundo restabeleça sua rotina normal até a data do evento – algo que ninguém pode garantir no momento. As delegações do Canadá e da Noruega chegaram a dizer que não enviaram atletas para Tóquio se as datas fossem mantidas. O COB, comitê olímpico brasileiro, também se posicionou a favor do adiamento.

O adiamento das Olimpíadas afeta dois esportes americanos e suas respectivas ligas: o torneio de basquete, que certamente teria diversos astros da NBA e da WNBA, e o beisebol, que voltaria ao calendário dos jogos, apesar de dúvidas sobre a participação de jogadores da MLB.

(Foto: Christian Petersen/Getty Images)

Oddsshark