21/05/2020 - 20h58

MLBPA envia resposta à MLB sobre protocolo de saúde dos jogadores

Réplica do sindicato dos atletas abrange várias questões para diminuir o risco de infecção por COVID-19 em 2020

VARIOUS CITIES, - MARCH 12: A detail of baseballs during a Grapefruit League spring training game between the Washington Nationals and the New York Yankees at FITTEAM Ballpark of The Palm Beaches on March 12, 2020 in West Palm Beach, Florida. Many professional and college sports are canceling or postponing their games due to the ongoing threat of the Coronavirus (COVID-19) outbreakA Associação dos Jogadores (conhecida pela sigla MLBPA) enviou nesta quinta-feira (21) uma reposta sobre o protocolo de saúde elaborado pela MLB. O plano é composto por medidas de segurança a serem adotadas pela liga para evitar a propagação da COVID-19 entre os jogadores. Segundo Evan Drellich, do The Athletic, dados específicos sobre a réplica do sindicato ainda não foram divulgados.

O plano de segurança foi enviado ao sindicato dos jogadores no sábado (16), sendo composto por 67 páginas. O documento inclui restrições como o uso de bolas novas a cada jogada, o uso obrigatório de máscaras quando os jogadores não estiverem em campo e o estabelecimento de uma distância mínima de 6 pés (1,82m) entre cada atleta durante a execução do hino nacional.

O plano da MLB não inclui medidas econômicas, mas a liga deve oferecer esclarecimentos aos jogadores na sexta-feira (22), de acordo com Joel Sherman, do jornal New York Post.

A resposta da MLBPA inclui observações sobre os seguintes tópicos:

1 – A frequência de testes para o novo coronavírus.

2 – Protocolos a serem cumpridos quando jogadores ou funcionários testarem positivo.

3 – A presença de equipes médicas nos estádios.

4 – Proteção para jogadores e famílias considerados de alto risco.

5 – Acesso a terapias antes e depois dos jogos.

6 – Higienização.

De acordo com Drellich, o sindicato afirmou que sua réplica ao plano da liga é “abrangente”, mas não ainda divulgou o documento por completo.

A aprovação de um plano que garanta a saúde dos atletas é fundamental para que a MLB e a MLBPA continuem a elaborar o início da temporada de 2020. As duas instituições ainda precisam entrar em acordo sobre as questões econômicas para os jogos deste ano e estão negociando desde a terça-feira (12).

Contudo, a proposta da MLB inclui um corte nos salários dos jogadores, o que atraiu a reprovação de atletas como Blake Snell e Bryce Harper. Por outro lado, certos jogadores consideram a medida necessária para o retorno do beisebol, como por exemplo o segunda base e outfielder Ian Happ.

No pior caso, o comissário da MLB, Rob Manfred, revelou na sexta-feira (15) que os donos das franquias devem perder US$ 4 bilhões se a temporada for cancelada.

(Foto: Michael Reaves/Getty Images)

Oddsshark