17/06/2019 - 12h56

Os bicho-papões da Stanley Cup! Conheça as equipes com mais títulos da NHL

Enquanto os Blues ganharam a primeira, os Canadiens seguem no topo do ranking com 24 títulos

O St. Louis Blues acaba de ser coroado campeão da NHL. A franquia do Missouri se junta agora a um seleto grupo de times que conquistaram o troféu mais cobiçado e antigo da América do Norte, a Stanley Cup. Então o The Playoffs traz uma lista atualizada dos maiores vencedores da Stanley Cup.

Mas primeiro vamos contar um pouco da história do troféu que é considerado o “mais difícil de ser conquistado” nos esportes americanos. A Stanley Cup antes não passava de uma tigela, doada pelo Governador Geral do Canadá, Lord Stanley Preston, em 1892. E foi entregue entre 1893 e 1914 para o melhor time amador do país, com o nome de “Dominion Hockey Challenge Cup”. Apesar de poder participar da competição pela taça já em 1906, apenas em 1915 as equipes profissionais – e suas principais ligas, a National Hockey Association (NHA, atual NHL) e a Pacific Coast Hockey Association (PCHA) – chegaram a um acordo, em que o campeão de cada liga jogaria pela taça.

Após uma série de mudanças na liga, a Stanley Cup se tornou o troféu definitivo da competição em 1926. Outro fato interessante, é que desde sua criação, a taça não foi entregue em duas ocasiões. Em 1919, devido a uma epidemia de gripe espanhola e em 2005, devido ao “lockout” da NHL (ano que a temporada não aconteceu devido a disputas contratuais entre a liga e os jogadores).

Confira agora a lista de “bicho-papões” da maior liga de hóquei no gelo do planeta.

Hall dos campeões: 20 no total

Montreal Canadiens (24 títulos)

Os “Habitantes” não são apenas os maiores vencedores da Stanley Cup. A equipe é a mais antiga de hóquei do mundo que continua em funcionamento desde sua fundação, em 1909. Além disso, os Canadiens são o último time baseado no Canadá a vencer o título da NHL, em 1993. A equipe passou por períodos de dinastia desde sua entrada na liga. O primeiro título foi em 1916, primeiro ano que a taça foi entregue para uma equipe profissional.

Nos anos seguintes, os Habs passaram por algumas secas, vencendo apenas mais um título na década de 20 (1924), além de quatro conquistas entre os anos de 1930 e 1950. No final da década de 50, entretanto, a equipe voltou a proeminência, liderada por Jean Beliveau, Doug Harvey e Jacques Plante, vencendo a Stanley Cup 6 vezes entre 1953 e 1960, incluído 5 conquistas seguidas (1956 a 1960), recorde que até hoje não foi igualado.

Seguindo seu domínio no esporte, os Canadiens atingiram o lugar mais alto do pódio em outras 10 ocasiões nas 15 temporadas seguintes após a conquista de 1960. Liderados pelo lendário técnico Scotty Bowman, uma nova geração de estrelas surgiu, entre elas, Guy Lafleur, Ken Dryden e Larry Robinson.

Após o período de maior sucesso, o time de Montreal conquistou apenas mais dois títulos, em 1986 e o último em 1993, guiado por um dos maiores goleiros da história, Patrick Roy. A seca dos Habs e das franquias do Canadá já dura 26 anos.

Toronto Maple Leafs (13 títulos)

Outra franquia histórica, do grupo das seis “originais” da NHL, os Maple Leafs conquistaram seu primeiro campeonato em 1918, um ano após sua fundação. Apesar de uma segunda conquista em 1922, a equipe de Ontario venceu a Stanley Cup apenas mais uma vez entre 1923 e 1940 (1932), mesmo jogando sete finais no mesmo período.

Em 1942 os Leafs deram início à sua primeira dinastia, levantando a taça 6 vezes em 9 anos (1942, 1945, 1947, 1948, 1949, 1951). A equipe liderada pelo capitão Syl Apps e pelo goleiro Turk Broda venceu todas as finais que disputou. Apesar da aposentadoria de Apps após a conquista de 1948, o time manteve parte do elenco, juntamente com Broda, levando ainda mais dois troféus.

Após uma nova seca de títulos, uma nova dinastia surgiu em Toronto. Com jogadores como Dave Keon, Red Kelly, Al Arbour e Johnny Bower, os Leafs venceram quatro campeonatos entre 1962 e 1967, incluindo três de maneira consecutiva (62 a 64). Infelizmente para os torcedores, 1967 não foi apenas o último título conquistado pela franquia, mas também a última final disputada pelo time até hoje. A seca de 51 anos é a maior da liga no momento após o título conquistado pelos Blues em 2019.

Detroit Red Wings (11 títulos)

Mais uma equipe original dos primórdios da NHL, os Red Wings demoraram para conquistar seu primeiro título. O time que foi fundado em 1926, só sagrou-se campeão dez anos depois e com títulos consecutivos em 1936 e 1937. Já com Sid Abel como principal jogador, os Wings venceram seu terceiro título em 1943, mas foi na virada da década que a franquia teve sua primeira dinastia.

Junto com Abel, os lendários Gordie Howe e Ted Lindsay formaram a conhecida “Production Line”, além da adição do goleiro Terry Sawchuk em 1952. Os Wings venceram a Stanley Cup em quatro oportunidades na década de 50 (1950, 1952, 1954 e 1955). O título de 55 foi o último durante um período de mais de 40 anos.

Apesar de algumas finais disputadas, a equipe de Michigan só retornou a glória em 1997. Capitaneado por Steve Yzerman e com grande elenco, recheado de futuros jogadores do hall da fama, incluindo o celebrado quinteto de jogadores russos (Fetisov, Konstantinov, Larionov, Kozlov e Fedorov), o time treinado por Scotty Bowman venceu também em 1998 e 2002. O último título de Detroit aconteceu em 2008 e de lá pra cá, a franquia que se classificou para os playoffs em 25 temporadas consecutivas (de 1991 a 2016) entrou em reformulação e agora já são 11 anos sem a taça e três anos sem pós-temporada.

Boston Bruins (6 títulos)

Fundado em 1924, o Boston Bruins é uma das equipes que mais disputou finais da Stanley Cup, 20 ao todo. Infelizmente para o torcedor da equipe, os Bruins também são a franquia que mais saiu derrotada em finais da história da NHL (14). O primeiro título veio em 1929, quando o goleiro novato Cecil Thompson levou a equipe ao lugar mais alto do pódio.

Boston voltou a conquistar a Stanley Cup dez anos depois, em 1939 e repetiu o feito em 1941. Após o terceiro título, a sina de derrotas em finais começou, fora 29 anos até a próxima taça e cinco aparições nas finais nesse período. Em 1970 a equipe voltou aos dias de glória, com a formação conhecida até hoje como os “Big Bad Bruins” (“Bruins grandes e malvados”). A formação que contava com Phil Esposito, Bobby Orr e Gerry Cheevers no gol, sagrou-se campeã também em 1972.

Após o quinto título, os Bruins mais uma vez entraram na fila. A equipe perdeu outras cinco finais, até retornar ao topo da liga em 2011. O time capitaneado por Zdeno Chara venceu o Vancouver Canucks em sete jogos, encerrando um período de 39 anos sem conquistas. Uma notícia ruim para os torcedores é que os Bruins já foram derrotas em outras duas finais de Stanley Cup desde 2011, incluindo a de 2019. Resta torcer para que a equipe não tenha que perder mais três finais até reconquistar o troféu mais cobiçado da modalidade.

Chicago Blackhawks (6 títulos)

A franquia de Chicago conquistou seu primeiro caneco em 1934, apenas oito anos após entrar na liga – também uma “original six”. Em 1938, a equipe de Illinois sagrou-se campeã pela segunda vez e então a franquia conheceria sua primeira grande seca.

Apenas em 1961 os Hawks voltaram a vencer a NHL; após 23 anos, o time derrotou os Red Wings numa final disputada em melhor de cinco jogos. O time de Chicago daquele ano contava com grandes nomes da história do hóquei em seu elenco, como Stan Mikita, Bobby Hull, Al Arbour e Glenn Hall. Mesmo tendo disputado outras duas finais, em 1962 e 1965, aquele grande time não conseguiria novos títulos. Já a franquia como um todo teve que esperar 49 anos para comemorar outra vez.

Em 2006, Chicago deu um dos passos mais importantes no seu retorno para o topo, draftando Jonathan Toews. Em 2007, foi a vez de Patrick Kane. Apesar de grande promessa, apenas em 2010 o time conseguiu vencer uma temporada novamente. Com um elenco reformulado e agora liderado por suas duas estrelas, os Blackhawks seguiram fazendo grandes temporadas, também vencendo a Stanley Cup em 2013 e 2015.

Edmonton Oilers (5 títulos) 

A franquia canadense é, juntamente com o Pittsburgh Penguins, a com mais conquistas de Stanley Cup não fazendo parte do grupo das equipes “originais” da história da NHL (Canadiens, Maple Leafs, Red Wings, Bruins, Blackhawks e Rangers). Se fizermos um comparativo em termos gerais, os Oilers podem ser comparados ao Chicago Bulls da NBA, uma vez que os 5 títulos da equipe acontecerem em um período de apenas 6 anos.

Assim como nos Bulls, um nome mudou o destino da franquia e a colocou no mapa. Wayne Gretzky, considerado por muitos o maior jogador de hóquei de todos os tempos (assim como Michael Jordan no basquete), foi peça fundamental em 4 das 5 conquistas, que aconteceram em 1984, 1985, 1987, 1988 e 1990.

Além de Gretzky, o elenco da dinastia dos Oilers era recheado de estrelas, entre elas, Mark Messier, Jari Kurri, Glen Anderson e Grant Fuhr. Após sua última conquista, a equipe localizada em Alberta, disputou as finais apenas uma outra vez, em 2006, mas segue há quase 30 anos sem um título.

Pittsburgh Penguins (5 títulos)

O time de Pittsburgh surgiu apenas em 1967, mas como os Oilers, é uma das maiores vencedoras da Stanley Cup mesmo tendo pouco mais 50 anos de existência. A história dos Peguins pode ser definida em 2 momentos e por 4 grandes estrelas. A equipe venceu seus dois primeiros títulos de forma consecutiva, em 1991 e 1992, liderada por Mario Lemieux e Jaromir Jagr.

Os Penguins passaram então por períodos turbulentos, até que em 2004 o time draftou Evgeni Malkin e no ano seguinte, Sidney Crosby. Os jogadores, juntamente com novas peças no elenco, deram vida nova a franquia, que voltou a vencer a Stanley Cup em 2009. Além disso o time conquistou novamente dois troféus seguidos, em 2016 e 2017, algo que não acontecia desde o final da década de 90.

4 títulos 

New York Rangers (1928, 1933, 1940, 1994)

New York Islanders (1980, 1981, 1982, 1983)

3 títulos

New Jersey Devils (1995, 2000, 2003)

2 títulos

Philadelphia Flyers (1974, 1975)

Colorado Avalanche (1996, 2001)

Los Angeles Kings (2012, 2014)

Destaque: O Colorado Avalanche é a única equipe na história da NHL que nunca perdeu uma final da Stanley Cup. Em suas duas participações, dois títulos conquistados.

1 título

Dallas Stars (1999)

Calgary Flames (1989)

Anaheim Ducks (2007)

Carolina Hurricanes (2006)

Tampa Bay Lightning (2004)

Washington Capitals (2018)

St. Louis Blues (2019)

Destaque: Após a conquista em 2019, o St. Louis Blues quebra um jejum de 52 anos sem conquistar a Stanley Cup. No ano anterior, o Washington Capitals também quebrou jejum semelhante (45 anos). Agora a “desonra” de maior seca passa para os Maple Leafs, que estão na fila há 51 anos.

Na busca pelo primeiro título: 11 times

Vancouver Canucks, Buffalo Sabres, Florida Panthers, Nashville Predators, Ottawa Senators, San Jose Sharks, Vegas Golden Knights, Columbus Blue Jackets, Minnesota Wild, Winnipeg Jets e Arizona Coyotes. Estes times nunca conquistaram um título da NHL. Entre eles, Blue Jackets, Wild, Jets e Coyotes nunca disputaram sequer as finais da Stanley Cup.

Os Canucks tiveram a chance de conquistar o título em três oportunidades, em 1982, 1994 e mais recentemente em 2011, quando o time perdeu o jogo 7 das finais para o Boston Bruins em casa. Já o Buffalo Sabres chegou à decisão da Stanley Cup em duas ocasiões, em 1975 e em 1999, quando a equipe perdeu para o Dallas Stars em gol marcado por Brett Hull de maneira controversa e que gera discussões até os dias de hoje.

Além disso, alguns times conquistaram a Stanley Cup nos anos que antecederam a fusão da NHA e da PCHA, entidades que formariam mais tarde a NHL e hoje não existem mais também têm seus nomes marcados na taça. São eles: Ottawa Senators* (1920, 1921, 1923, 1927), Vancouver Millionaires (1915), Montreal Maroons (1926, 1935), Seattle Metropolitans (1917) e Victoria Cougars (1925).

*O Ottawa Senators foi fundado em duas ocasiões. Primeiro em 1883, e se desligou do hóquei profissional em 1935, deixando de existir definitivamente em 1949. Em 1992, empresários de Ottawa decidiram trazer um time para a cidade, que levava o mesmo nome da histórica franquia, mas que não é, aos olhos da liga, a mesma fundada mais de cem anos antes. Por isso, tais títulos não contam para os atuais Senators.

(Créditos das fotos: Reprodução/Site Oficial da NHL)

Oddsshark