09/01/2020 - 11h24

Stars vencem os Kings e somam 5 triunfos consecutivos

Em 37 segundos, Dallas Stars vira e supera o Los Angeles Kings; Quinta vitória seguida e quebra de tabu

Na noite desta quarta-feira (8), o Dallas Stars visitou o Los Angeles Kings no Staples Center e conseguiu mais um bom resultado, superando o adversário por 2 a 1. Esta foi a 5ª vitória consecutiva do time texano que mantém a equipe na briga pelo título da Divisão Central. O triunfo ainda quebrou uma sequência negativa de 5 aparições no ginásio californiano com derrotas para o anfitrião. Esta é também a segunda vez que os Stars alcançam a marca de 5 vitórias seguidas. A primeira foi no período entre 13 e 25 de novembro quando os comandados por Rick Bowness venceu 7 partidas.

A partida foi acompanhada de perto por outros astros de Los Angeles, como o running back Todd Gurley dos Rams na NFL e Matt Beaty dos Dodgers na MLB.

O principal jogador do time local, Anze Kopitar deu um susto no torcedor ao sair machucado no terceiro período após colisão com Jamie Oleksiak. O goleiro dos Stars, Anton Khudobin o ajudou a se erguer para sair lentamente aos vestiários. Por fim, Kopitar pôde voltar para o jogo. Mesmo assim, o jogador ainda será reavaliado e o staff do time deve anunciar se o atleta esloveno poderá participar do duelo contra o Vegas Golden Knights nesta quinta-feira (9).

Antes disso porém, Anze Kopitar (16) colocou os donos da casa em vantagem logo aos 2:01 da primeira etapa depois de receber uma assistência primorosa de Tyler Toffoli. Kopitar só teve o trabalho de empurrar o disco para dentro do gol, mas a jogada foi toda de Toffoli que teve a capacidade de contornar a marcação e encontrar o companheiro completamente livre. O passe saiu entre os defensores e, a poucos metros do gol, o capitão dos Kings fez o público presente acreditar que era possível vencer Dallas naquela noite.

Apesar de poucos disparos de ambas equipes durante os primeiros 20 minutos, Anton Khudobin foi forçado a fazer uma grande defesa com a perna esquerda, evitando o gol de Kyle Clifford. Justin Brown manteve o disco na zona ofensiva e arriscou de longe, aproveitando o tráfego que reduzia o campo de visão do goleiro dos Stars. Khudobin deu rebote e Clifford tentou um backhand de frente para o gol. Porém, não contava com a elasticidade do jogador dos Stars que foi protagonista de uma das mais belas defesas da temporada. Brown seguiu o curso do movimento em arco e teve outra oportunidade com o disco ainda vivo, mas Khudobin estava bem posicionado para impedir que os Kings ampliassem a vantagem.

O começo do segundo período, os anfitriões davam mostras de que realmente queriam vencer o jogo, dominando as ações. Khudobin estava preparado e seguiu fazendo defesas que aos poucos iam frustrando os atacantes de Los Angeles. Apesar da boa movimentação inicial, os Kings passaram a perder espaço para o volume de jogo dos visitantes.

Com isso, Jonathan Quick também foi acionado e salvou o time algumas vezes. Em determinada oportunidade, Tyler Seguin esteve na zona da slot para marcar. Em spinning, o jogador obrigou Quick buscar o disco no alto com a luva. Uma defesa impressionante.

Mattias Janmark foi rápido e venceu o rush contra o defensor dos Kings, posicionou o puck para o disparo e acertou a trave de Quick. Ali, o torcedor sentiu que os jogadores precisavam de apoio e começaram a incentivar o time. A pressão pelo gol de empate aumentava a cada minuto, tanto que os Stars fecharam a etapa intermediária com 19 tiros ao gol de Quick.

Quick fez o que pôde para ajudar, mas a intensidade de Dallas era enorme e o gol que igualou o placar saiu em situação de power play. Esa Lindell, defensor dos Stars e que ganhou o prêmio de melhor jogador da peleja, passou o disco para Tyler Seguin que ameaçou o disparo. Este movimento fez Quick se jogar no gelo. Seguin então passou para Jamie Ben (10) que jogou a bolacha para dentro da casinha.

Apenas 37 segundos mais tarde, a virada aconteceu. Blake Comeau (6) venceu uma dividida com Sean Walker na zona neutra do gelo, partiu em direção ao gol e soltou o braço, mandando uma pancada indefensável que entrou no ângulo de Quick. Um golaço do experiente jogador de Dallas.

Dali pra frente, Anton Khudobin fechou o gol evitando que os atacantes dos Kings pudessem encontrar qualquer mínima janela. Ao todo foram 15 disparos dos anfitriões só nos últimos 20 minutos, mas nenhum que fosse bom suficiente para vencer o goleiro de Dallas. Khudobin encerrou a partida com 30 defesas.

A vitória colocou o Dallas Stars (25-14-4) na segunda posição da Divisão Central com 54 pontos, acirrando a disputa com o Colorado Avalanche. Ambos seguem na caça do líder St Louis Blues que já soma 61 pontos na competição. Por outro lado, a vida do Los Angeles Kings (17-24-4) continua difícil e o time sustenta a lanterna da Divisão do Pacífico com apenas 38 pontos conquistados.

Os Stars iniciaram muito bem a trip para a Califórnia e ainda terá pela frente o Anaheim Ducks e o San Jose Sharks nos próximos dias. Contra os Ducks, está marcada para esta quinta-feira (9) uma homenagem para Corey Perry. Mesmo sem poder atuar por conta de uma suspensão, o jogador que passou a carreira inteira jogando com a camisa do time de Anaheim viajou com a delegação de Dallas para protagonizar o evento anterior ao horário da partida.

(Foto: Divulgação Twitter/DallasStars)

ACOMPANHE OS MELHORES MOMENTOS DO JOGO:

 

Oddsshark