14/07/2019 - 02h32

Jordan Binnington renova contrato com os Blues por mais dois anos

Um dos principais jogadores do título da Stanley Cup da equipe de St, Louis ganha significativo aumento de salário

O St. Louis Blues tem seu goleiro campeão da Stanley Cup de contrato renovado, cumprindo a promessa de seu general manager de que ele iria receber um “significativo aumento de salário”. Jordan Binnington entrou em acordo com os atuais campeões para um novo contrato de dois anos, evitando a arbitration e as possíveis offer sheets que poderia receber.

O goleiro vai receber US$ 4,4 milhões de salário nos dois anos, superando seu companheiro de posição no time, Jake Allen, que recebe US$ 4,3 mi. Binnington foi um dos principais responsáveis para a ascensão dos Blues para o título, estabelecendo vários recordes importantes para um goleiro novato, como o maior número de vitórias para um calouro da posição na pós-temporada, ficando com 16 vitórias e 10 derrotas nos 26 jogos da equipe.

Binnington jogou a temporada 2018-19 com um contrato two-way, que é quando um jogador pode ser mandado para a AHL a qualquer momento sem custos adicionais no cap da equipe, assinado ainda em 2018, e era um free agent restrito já neste ano. Jordan recebia US$ 660.000 nesse acordo, e estava como o quarto goleiro da equipe, subindo aos poucos e virando um titular absoluto no meio da temporada por conta dos problemas que os Blues tiveram com Allen e Chad Johnson, principalmente.

Seu primeiro jogo como titular aconteceu em janeiro. Desde então, os Blues começaram um comeback impressionante, conquistando 29 vitórias para passar de último na classificação geral da NHL para terceiro na divisão central, se classificando para os playoffs e conseguindo desbancar todo mundo, batendo o Boston Bruins na final da Stanley Cup em sete partidas. Binnington foi finalista do troféu Calder, dado ao melhor calouro da Liga no ano, mas acabou perdendo para Elias Pettersson, do Vancouver Canucks.

Em 32 jogos na temporada, Binnington somou uma percentagem de defesas de 92.7%, além de uma média de gols sofridos de 1.89 e cinco shutouts.

(Foto: Site NHL)

Oddsshark