04/02/2020 - 02h06

Jets e Byfuglien conversam sobre acordo mútuo para rescisão de contrato

Defensor já foi uma das principais estrelas da equipe de Winnipeg, mas vive problemas com o time e pode sair

Uma das principais estrelas do Winnipeg Jets pode estar com a sua carreira na equipe chegando ao fim precocemente. Dustin Byfuglien, um dos melhores defensores da NHL nos últimos anos, teve problemas pessoais e com lesões, e ele e os Jets estão conversando para um acordo mútuo de rescisão do contrato do jogador, segundo reportado por Frank Seravalli, da TSN.

A relação entre os Jets e Byfuglien já está bem prejudicada pela situação que eles se encontraram no começo dessa temporada, quando o defensor não se apresentou para o training camp e foi suspenso pela equipe. Em outubro, Dustin acabou passando por uma cirurgia no tornozelo, e sua punição continuou valendo, impedindo o jogador de entrar no gelo por toda a temporada 2019-20 nesse momento.

O impasse entre time e jogador também está por conta da lesão. Byfuglien alega que seu problema aconteceu enquanto jogava hóquei e que ele nunca se recuperou e, por isso, não se apresentou para o training camp, mas os Jets também têm sua versão. A franquia fala que o defensor estava saudável após ter passado pelos exames físicos que o time fez em abril do ano passado.

No final, os Jets não estão pagando Byfuglien enquanto ele está suspenso, e Dustin não reconhece isso como algo legal. A NHLPA, em defesa ao defensor, prestou queixa contra a Liga em novembro do ano passado, exigindo que a suspensão dele fosse retirada, e que o jogador voltasse a receber seus salários normalmente. Nesse momento, parece que uma rescisão de contrato seria o melhor caminho para os dois, já que Byfuglien ainda parece ter mercado na NHL e os Jets podem abrir espaço para o trade deadline no final de fevereiro.

Na carreira, Byfuglien soma 177 gols e 348 assistências, com um plusminus de +8.

(Foto: Divulgação Twitter/WinnipegJets)

Oddsshark