08/04/2020 - 22h56

D.J. Smith relembra ‘sentimento diferente’ no último jogo dos Senators antes de pausa

Smith fala sobre jogo entre Senators e Kings, último antes do mundo mudar por conta do coronavírus

D.J. Smith é contratado como novo técnico do Ottawa Senators11 de março de 2020. O Ottawa Senators visitou o Los Angeles Kings e sairia do Staples Center com a derrota por 3 a 2. Até então, apenas mais um jogo para as duas equipes na NHL. Porém, em pouco tempo, o mundo começou a mudar por causa da pandemia de coronavírus.

As informações pipocavam por toda a imprensa. Artistas sendo diagnosticados com COVID-19 (entre eles, o ator Tom Hanks), a temporada da NBA sendo suspensa após resultado positivo do teste em Rudy Gobert (jogador do Utah Jazz), viagens de avião partindo da Europa em direção aos Estados Unidos sendo interrompidas.

“Eu mentiria se dissesse que não. Certamente foi uma sensação diferente para as duas equipes”, falou o técnico dos Senators, D.J. Smith, sobre o clima estranho que pairava no ar no jogo contra os Kings. “Havia coisas na mente de todos. O que vai acontecer hoje à noite? O que vai acontecer amanhã? Foi uma experiência diferente. Havia muita coisa desconhecida na época”, afirmou.

Smith e membros dos Senators iam tomando consciência de tudo que estava ocorrendo, assistindo a um discurso do presidente Donald Trump momentos antes do compromisso em Los Angeles. “O mundo está diferente hoje, com pessoas usando telefones e redes sociais. Os jogadores estavam cientes do teste positivo de um atleta da NBA por volta das 17 horas (horário local em Los Angeles). Como estávamos na costa oeste, estávamos à frente. Havia dúvidas sobre se jogaríamos. Era uma atmosfera diferente de qualquer jogo do qual participei. Depois que a NBA cancelou seus jogos, sabíamos que não iríamos ficar para trás”, revelou Smith durante videoconferência nesta quarta-feira (8/4).

Retornando de sua passagem pelo estado da Califórnia, o Ottawa Senators acabaria por entrar para as estatísticas da pandemia: cinco jogadores e um membro do staff receberam diagnóstico positivo de COVID-19. Smith fez questão, durante a videoconferência, de reiterar o fato de que nenhum dos jogadores infectados apresentou sintomas graves o suficiente para a situação ser considerada como de grande perigo.

O técnico dos Sens também admitiu que um encontro tão próximo com a doença abriu seus olhos. “Esta doença não poupa ninguém. Não importa – atores ou atrizes, ricos ou pobres. Você tem que ter certeza de estar seguro. Fico feliz que todos naquele avião estejam bem agora. Nos atingiu, mas provavelmente também salvou muitos de nós”, afirmou.

Na temporada 2019-20, os Senators estão longe de qualquer chance de ir aos playoffs – caso eles sejam disputados. D.J. Smith e seus comandados, ao longo de 71 jogos, acumulam 62 pontos; ocupam a penúltima posição dentro da Divisão do Atlântico.

Foto: Divulgação/NHL

Oddsshark