26/05/2020 - 22h18

Safety Minkah Fitzpatrick acredita que estará ainda melhor em 2020

Defensor acumulou cinco interceptações em sua primeira temporada em Pittsburgh e promete ser ainda mais impactante este ano

Minkah Fitzpatrick em ação pelo Pittsburgh Steelers pela semana 10 da NFLDúvidas e muitos questionamentos pairaram sobre o Pittsburgh Steelers, quando a equipe optou por adquirir o safety Minkah Fitzpatrick em um troca com o Miami Dolphins no início da temporada de 2019.

A equipe da Pensilvânia cedeu ao time da Flórida uma escolha de primeira rodada e escolha de quinta rodada do Draft de 2020, além de outra seleção na sexta rodada em 2021. Entretanto, o que parecia caro, acabou se tornando em um grande negócio.

Para Fitzpatrick, a fantástica temporada inaugural com os Steelers só pôde ser concretizada pela atitude de seus treinadores: “Acredito que por conta do período que cheguei, com a temporada já em andamento, não conseguiria dominar o playbook. Os treinadores simplificaram as coisas para mim, e agradeço muito por isso. Agora, se quiserem me dar mais atribuições, não terá nenhum problema. Estou tentando aprender o sistema, para quando precisarem de algo diferente, serei capaz de realizar”, disse o safety em uma conferência por telefone nesta terça-feira (26).

Desde sua chegada aos Steelers, Fitzpatrick acumulou 57 tackles, cinco interceptações, um fumble forçado e dois recuperados, e foi selecionado para o time All Pro como também para o Pro Bowl. Tais premiações foram apenas conquistadas por dois jogadores na história da franquia, na segunda temporada na liga: Maurkice Pouncey (2011) e Le’Veon Bell (2014) foram os únicos a serem agraciados com seleções no primeiro time All-Pro.

Fitzpatrick manifestou o desejo de ser trocado pelo Miami Dolphins justamente pela situação que não enfrentou em seu primeiro ano na Pensilvânia. O jogador estava insatisfeito por ter sido utilizado em diversas funções na secundária de Brian Flores, head coach dos Dolphins. Na partida que abriu a temporada passada, contra o Baltimore Ravens, o defensor foi utilizado em quatro posições diferentes entre os defensive backs.

Cenário que não deve se repetir em Pittsburgh. Questionado sobre onde mais se sente confortável, Fitzpatrick, no entanto, foi protocolar: “Não me importa a posição. Eu gosto de estar em campo fazendo as jogadas que ajudem minha equipe a vencer. Consegui contribuir atuando com liberdade no meio do campo na temporada passada. Em 2020, farei tudo que estiver ao meu alcance para vencer. Se for para jogar de cornerback, linebacker ou safety, conte comigo”, finalizou.

Os Steelers tiveram inúmeros problemas no início de 2019, a começar pela lesão sofrida pelo quarterback Ben Roethlisberger.

Sem sua estrela, a equipe teve de contar com Mason Rudolph, reserva imediato, e até mesmo com Devlin Hodges, terceiro quarterback do elenco. Uma temporada que parecia condenada, foi se transformando e quase deu à equipe uma vaga de Wild Card nos playoffs.

O suspiro de esperança pôde ser compreendido pela incrível performance de sua defesa. Uma unidade cheia de problemas, sobretudo, em sua secundária, deu vez a uma agressiva linha defensiva comandada por T.J. Watt, e claro, pelo impacto imediato do novo safety Minkah Fitzpatrick.

Com Roethlisberger de volta em 2020, e uma defesa em constante evolução, o futuro promete bons momentos para o torcedor dos Steelers.

(Foto: Reprodução Twitter / Around The NFL)

Oddsshark