07/04/2020 - 21h59

Ron Rivera faz mistério sobre escolha do Draft esperada para os Redskins

Novo treinador da equipe de Washington não descartou uma troca, mas pode apenas ficar com Chase Young

GLENDALE, ARIZONA - DECEMBER 28: Chase Young #2 of the Ohio State Buckeyes looks on against the Clemson Tigers in the first half during the College Football Playoff Semifinal at the PlayStation Fiesta Bowl at State Farm Stadium on December 28, 2019 in Glendale, ArizonaUma das partes mais emocionantes dos dias que antecedem o Draft são as especulações sobre quem os times vão escolher. Geralmente, os especialistas têm alguma ideia de como as equipes vão se movimentar, mas a pandemia do coronavírus deixou isso mais difícil, e algumas picks são muito misteriosas. Uma delas é a do Washington Redskins, que, mesmo que deva selecionar Chase Young com a segunda escolha geral de 2020, o técnico Ron Rivera ainda não descarta uma troca.

“Se você vai trocar a sua escolha e descer no Draft, o cara que você vai escolher nessa nova posição tem que ser capaz de dar o impacto que você precisa para dar a certeza que você fez a escolha certa ao perder a oportunidade de escolher um cara de qualidade alta. Em outras palavras, se você vai passar o jogador A para pegar o jogador D, o jogador D tem que ser igual ao jogador A, pois o jogador A pode jogar no seu time por dez anos, e o jogador D pode te frustrar, e aí você tem que pensar que pegou algo de valor ou só um monte de escolhas? 

Você precisa sentar e pensar que o próximo cara que eu vou escolher vai ser um cara de alto impacto, e isso é o que eu estou procurando. Isso é o que eu acredito que precisamos. Precisamos de um cara que chegue e mude um time. Para mim, são poucos os jogadores neste Draft que são esse tipo de jogador.” Disse Rivera em uma entrevista coletiva remota com os repórteres de Washington D.C.

Em nenhum momento Rivera citou o nome de Young, mas as suas palavras fizeram os torcedores dos Redskins ficarem animados com a chance de escolher defensive end. O fato dele ter dito que precisava de um cara para mudar um time, faz alguns especialistas compararem Chase a Nick Bosa, que acabou sendo o novato defensivo da temporada passada e um dos pilares do time que foi vice-campeão do Super Bowl.

Claro, Young não é o único defensor de elite que pode mudar um time de futebol americano e pode ser escolhido na posição dos Redskins. O linebacker Isaiah Simmons é considerado um “talento generacional” para muitos que estudam o Draft, e Jeffrey Okudah tem o potencial de ser um dos melhores cornerbacks da Liga, mas, numa NFL de passes, onde os últimos quarterbacks (principalmente Patrick Mahomes) mudaram as preferências dos times, Young acaba levando vantagem no quesito “impacto imediato”.

Com Rivera chegando nos Redskins, existiam muitas especulações rodeando o quarterback Dwayne Haskins, que fez a ideia da equipe escolher Tua Tagovailoa com a segunda escolha geral ficar ainda maior, mas esse rumor acabou diminuindo nos últimos tempos, muito por conta do medo dos times com as lesões de Tua, já que ele não pode ser examinado. Então, nesse momento, Young parece ser o cara de Washington.

Em sua última temporada no College, Chase Young somou 46 tackles, 21 sacks e sete fumbles forçados.

(Foto: Christian Petersen/Getty Images)

Oddsshark