20/01/2017 - 00h12

Roger Goodell acredita que Chargers vão se dar bem em Los Angeles

Apesar de uma difícil primeira semana em Los Angeles, comissário da liga acredita no sucesso dos Chargers

Roger Goodell "aprontou" mais umaA primeira semana do Los Angeles Chargers na sua nova cidade não foi uma das melhores possíveis. A franquia não foi recebida da melhor maneira possível por um colunista da cidade de Los Angeles, dizendo que a cidade não quer os Chargers no local.

Além disso, os Chargers receberam várias críticas sobre a mudança do logo da franquia nas três ocasiões em que mudou e, para finalizar, os torcedores da equipe em San Diego não aceitaram bem a mudança de cidade, queimando suas camisas do time que estava na cidade desde 1961.

E, como a cereja do bolo nessa confusa e agitada primeira semana em Los Angeles, o novo head coach da franquia, Anthony Lynn, chamou seu novo time de San Diego Chargers ao invés de falar Los Angeles em uma conferência de imprensa nesta quarta-feira (18). Mas, ao perceber que falou San Diego, Lynn corrigiu seu erro imediatamente.

Entretanto, nem tudo é desespero para os Chargers. Roger Goodell, comissário da NFL, junto com o prefeito da cidade de Inglewood e com o quarterback Philip Rivers, confessou que a mudança foi uma boa opção para a ex-franquia de San Diego.

“A cidade de Los Angeles é um ótimo mercado. É o segundo maior mercado no país e a capital do entretenimento no mundo. Nós temos milhões de torcedores aqui e a liga já teve dois times na cidade. Além disso, estamos construíndo um extraordinário estádio. Os Chargers estão comprometidos em fazer essa troca de cidade dar certo.”, afirmou Goodell nesta quinta-feira (19).

Goodell ainda falou que a liga acredita que a mudança dos Rams e dos Chargers para Los Angeles ajudará e muito as franquias: “Todos querem que sua equipe vença. Ambos os times estão em uma fase de transição para este mercado. Mas nós vemos os ótimos atletas que as duas equipes possuem. Elas vão ser ótimas tanto no campo quanto na comunidade, porém isso requer um tempo. A liga entende os desafios que serão enfrentados para dar certo, mas nós estamos comprometidos a fazer isso dar certo.”, finalizou o comissário da liga.

Já Rivers, que foi draftado em 2004 pelos Chargers e jogou suas 13 temporadas da liga em San Diego, também se pronunciou na coletiva. “Tudo o que eu ouvi nesses últimos dias foi o quanto ninguém queria a nossa franquia na cidade. Mas, com um certo tempo, nós iremos nos adaptar a situação e tudo voltará ao normal.”, confessou o QB de 35 anos.

Os Chargers começaram sua história na NFL jogando em Los Angeles em 1960 e, um ano depois, em 1961, mudou-se para a cidade de San Diego. Após 56 anos na cidade, a franquia decidiu voltar para a cidade que começou sua história. Na temporada passada, o time teve um retrospecto de apenas cinco vitórias e 11 derrotas na AFC West, terminando a temporada regular na última colocação da mesma.

A partir desta temporada, os Chargers vão mandar seus jogos no StubHub Center, estádio com capacidade de aproximadamente 30 mil pessoas na cidade de Carson, como um sede temporária até seu novo estádio ser finalizado.

(Foto 1: Divulgação / NFL / Perry Knotts)

Raphael Caran Redator de NBA e NFL - The Playoffs - O Portal de Esportes Americanos

Raphael Caran

Redator de NBA e NFL

@RaphaCaran

Palmeirense, estudante e aspirante a jornalista esportivo, é apaixonado por NBA e NFL. Torcedor fanático do Miami Heat na NBA e do San Francisco 49ers na NFL, acompanha as duas ligas seriamente desde 2009. Já viu vários jogos da NBA nos Estados Unidos e sonha em ver um dia os Niners no Levi's Stadium.

Publicidade