12/07/2019 - 20h28

Richie Incognito é suspenso por violação de política de conduta pessoal

De volta à NFL após um ano, guard do Oakland Raiders é punido e não atuará nos dois primeiros jogos da temporada

Guard do Oakland Radiers Richie IncognitoAntes mesmo do início da temporada, Richie Incognito já está suspenso. De volta à NFL após um ano de “aposentadoria”, o guard do Oakland Raiders foi suspenso nesta sexta-feira (12) devido a uma “violação da política de conduta pessoal da liga”. O time confirmou a punição, que será válida por dois jogos.

O incidente que levou à suspensão ocorreu em agosto de 2018. Na ocasião, Richie Incognito foi detido durante o funeral do pai. Irritado, o jogador teria quebrado objetos e ameaçado atirar em funcionários da funerária. Incognito declarou-se culpado.

Esse foi o segundo encontro do agora jogador do Oakland Raiders com a polícia em 2018. No primeiro, ocorrido em maio, o offensive lineman foi abordado pela polícia em uma academia após arremessar halteres e bolas na direção de outro frequentador. Descrito com um comportamento “visivelmente alterado”, Incognito alegou ser um agente da NSA (National Security Agency) contratado pelo governo dos Estados Unidos. Posteriormente, o jogador culpou um suplemento que havia ingerido antes do episódio.

O histórico de problemas disciplinares do guard também envolveu o conhecido caso de bullying com Jonathan Martin. O ocorrido levou à suspensão de Incognito durante a parte final a temporada de 2013. Em 2017, último ano em que atuou na liga, o jogador foi acusado de proferir ofensas racistas contra o defensor Yannick Ngakoue, do Jacksonville Jaguars.

Para 2019, Incognito assinou um contrato de uma temporada com o Oakland Raiders. À época da assinatura do contrato, o novo general manager do Oakland Raiders, Mike Mayock, já sabia da possibilidade de uma punição ao jogador.

Selecionado pelo St. Louis Rams na terceira rodada em 2005, Richie Incognito disputou 150 jogos por Rams, Buffallo Bills e Miami Dolphins ao longo de 12 temporadas na NFL. O guard foi votado para o Pro Bowl em quatro ocasiões, sendo três delas consecutivas de 2015 a 2017.

(Foto: Reprodução site oficial/Oakland Raiders)

Oddsshark