18/11/2019 - 00h37

Oakland Raiders vira em cima do Cincinnati Bengals e assegura sexta vitória em 2019

Apesar de sair atrás jogando em casa, Oakland se recupera e impede que Cincinnati conquiste seu 1º triunfo na temporada

Oakland Raiders ganham sobre Cincinnati Bengals, 17 a 10, na Semana 11 da NFL 2019Por alguns minutos, o torcedor do Cincinnati Bengals (0-10) pôde imaginar que a primeira vitória da equipe na temporada viria neste domingo (17), diante do Oakland Raiders (6-4), no Coliseum de Oakland. No entanto, essa alegria não durou muito tempo, à medida que algumas peças-chaves dos Silver & Black entravam em ação, como os rookies defensive end Maxx Crosby e running back Josh Jacobs e o quarterback Derek Carr. Com a ajuda desse jogadores, os Raiders conseguiram bater os Bengals de virada por 17 a 10 e seguem sonhando com uma vaga nos playoffs na AFC.

Já Cincinnati, mesmo com a tentativa de rejuvenescer seu ataque, iniciando pelo segundo jogo consecutivo o calouro quarterback Ryan Finley como seu titular, segue sem vencer na temporada e vê muitas indefinições no seu futuro.

O JOGO

Os ataques de ambas as equipes começaram com bastante dificuldades. Após o three and out forçado pela defesa de Cincinnati, dois turnovers semelhantes para cada lado. Primeiro, com Ryan Finley sofrendo um strip sack. Depois de dois passes sem sucesso, em um 3ª para 9, o calouro tentou escapar da pressão, mas Maxx Crosby foi mais rápido, sacou o quarterback e conseguiu um fumble, recuperado por Maurice Hurst.

Porém, mesmo saindo já em grande posição no campo de ataque, Oakland não soube aproveitar a oportunidade. Os três snaps seguintes foram corridas de Josh Jacobs. Contudo, na terceira, o que parecia ser uma boa jogada acabou se tornando um desastre para o jovem rookie, que cometeu seu primeiro fumble dentro da red zone como profissional, forçado por Josh Tupou e recuperado por Nick Vigil.

Oakland Raiders ganham sobre Cincinnati Bengals, 17 a 10, na Semana 11 da NFL 2019Na sequência, em sua segunda tentativa, os Bengals surpreenderam. Já na primeira jogada, uma big play do running back Joe Mixon, que disparou 30 jardas, colocando os “Tigres de Bengala” em uma condição mais favorável. Depois de alguns passes e corridas, a campanha finalizou como iniciou. Mixon correu para o lado direito e viu um muro ser levantado, entretanto o RB teve agilidade para pensar, dar a volta e acelerar para a esquerda até a end zone. 7 a 0.

Oakland Raiders ganham sobre Cincinnati Bengals, 17 a 10, na Semana 11 da NFL 2019A reação do time da casa veio só no segundo período. Para tanto, Derek Carr teve de acionar a conexão com Tyrell Williams. A primeira foi para desafogar os Raiders, que saiam quase de dentro da sua própria end zone, na linha de 10 jardas. Em um belo passe no meio, o quarterback encontrou o wide receiver para um ganho de 24 jardas. A segunda, ocorreu em uma terceira para seis jardas, quando Carr escapou da pressão e lançou para Williams, entre três marcadores, fazer uma grande recepção de 20 jardas. Para entrar de vez na red zone, mais uma big play, dessa vez com um sólido lançamento de 27 jardas para Hunter Renfrow. Em seguida, numa terceira para uma jarda, na linha de 4 jardas, Carr fez o play action e passou para o rookie Foster Mareau, livre na end zone, empatar o jogo. 7 a 7.

Oakland Raiders ganham sobre Cincinnati Bengals, 17 a 10, na Semana 11 da NFL 2019Os Raiders resolveram tomar conta de vez da partida ainda antes do intervalo. Outra vez, usando Williams para desafogar o ataque. Carr conectou o wide receiver na lateral do campo, para um ganho de 36 jardas. Mesclando passes e corridas com Jacobs, não demorou para Oakland voltar à beira da end zone, no entanto, teve dificuldades para entrar lá. Em uma terceira para o gol, quando a situação ficou apertada, o comandante do ataque decidiu por resolver sozinho. Carr, após ver rapidamente que todas as suas opções estavam bem marcadas, escapou de três tackles e voou para virar o jogo. 14 a 7.

Os Bengals ainda tentaram descontar antes do fim do primeiro tempo. Mas, faltando quatro segundos, Randy Bullock desperdiçou um field goal de 53 jardas.

Na volta do vestiário, as defesas voltaram a se sobressair. Em uma terceira para quatro, na linha de 44 jardas, Carr forçou um passe no meio para Renfrow e acabou interceptado por Jessie Bates. Contudo, Finley não soube aproveitar a boa posição de campo adquirida por seus defensores e continuou com dificuldades de fazer sua unidade mover as correntes, se contentando com um field goal de 40 jardas. 14 a 10.

Até os Raiders conseguirem movimentar o placar novamente, no início do último quarto, foram quatro punts seguidos, dois de cada time.

Em sua primeira posse de bola no quarto período, o time da casa já conseguiu duas boas conquistas de território de cara. Primeiro, com Carr realizando um forte lançamento para o tight end Darren Waller, ganhando 32 jardas. No snap seguinte, Jacobs resolveu provar mais uma vez que esqueceu o fumble do início do confronto e ligou seu motorzinho. Em sua melhor corrida na partida, o RB recebeu o toss de Carr e arrancou pelo lado esquerdo de sua ofensive line em direção à lateral, sendo parado apenas 21 jardas depois, por dois defensores. Porém, mesmo já na red zone e com todos esforços para chegar à beira da end zone, convertendo até mesmo uma quarta descida, uma falta por false start comprometeu o restante do drive, resultando somente em um field gol. 17 a 10.

Atrás no placar por um touchdown, os Bengals esbarraram suas duas últimas campanhas em um turnover on downs e uma intercepção, feita por Trayvon Mullen em uma tentativa de passe em profundidade de Finley, faltando pouco mais de um minuto para o fim do duelo. Com isso, não foi dessa vez que Cincinnati tirou o número zero das vitórias na temporada.

Ainda no último quarto, quando os Bengals já tentavam correr atrás dos 17 a 10, Auden Tate fez uma recepção de 20 jardas, durante uma terceira para 19. Mas o wide receiver sofreu uma lesão no pescoço quando foi atingido por trás pelo defensiva back Curtis Riley. O jogador chegou a ser levado imobilizado para fora do campo. No entanto, Tate, que vem sendo um dos mais recorrentes recebedores de Cincinnati, publicou em seu Twitter após o jogo que está bem.

Crédito da Foto: Divulgação/Oakland Raiders

NFL Semana 11

Quinta-feira (14/11)

Pittsburgh Steelers 7 @  21 Cleveland Browns

Domingo (17/11)

Dallas Cowboys 35 @ 27 Detroit Lions

Jacksonville Jaguars 13 @ 33 Indianapolis Colts

Buffalo Bills 37 @ 20 Miami Dolphins

Denver Broncos 23 @ 27 Minnesota Vikings

New Orleans Saints 34 @ 17 Tampa Bay Buccaneers

New York Jets 34 @ 17 Washington Redskins

Atlanta Falcons 29 @ 3 Carolina Panthers

Houston Texans 7 @ 41 Baltimore Ravens

Arizona Cardinals 26 @ 36 San Francisco 49ers

Cincinnati Bengals 10 @ 17 Oakland Raiders

New England Patriots 17 @ 10 Philadelphia Eagles

Chicago Bears 7 @ 17 Los Angeles Rams – SNF

Segunda-feira (18/11) 

22h15 – Kansas City Chiefs @ Los Angeles Chargers (México)

Oddsshark