17/06/2019 - 16h54

Josh McCown anuncia sua aposentadoria da NFL

Após dez times e uma longa carreira, quarterback publica carta anunciando que deixará os gramados da NFL

O veterano Josh McCown anunciou nesta segunda-feira (17) que irá se aposentar dos gramados após 17 anos e 10 diferentes times no currículo. O anúncio foi feito através de uma carta escrita no site The Players Tribune, que costuma publicar textos escritos pelos próprios jogadores.

“Acho que isso mostra que você nem sempre consegue escolher sua trajetória” escreveu McCown. “Mas olhando para trás, tenho orgulho de como foi a minha carreira. Eu não tento fugir do estigma de journeyman*. Pelo contrário, eu abraço com toda a força. Pois foi uma grande jornada”.

O agora ex-quarterback foi selecionado na terceira rodada do Draft de 2002, pelo Arizona Cardinals, onde ficou por quatro temporadas. A partir daí foram outros nove times: Detroit Lions, Oakland Raiders, Miami Dolphins, Carolina Panthers, San Francisco 49ers, Chicago Bears, Tampa Bay Buccaneers, Cleveland Browns e, por fim, New York Jets. O jogador ainda teve uma passagem breve pelo Hartford Colonials, da extinta UFL.

Foram ao todo 76 jogos, nos quais o signal caller completou 60,2% de seus passes, lançando 98 touchdowns e 82 interceptações.

O ponto alto de sua carreira foi no Chicago Bears, em 2013, quando em apenas cinco jogos como titular lançou para 1.829 jardas, 13 touchdowns e apenas uma interceptação, o que dá um rating de 109,0 – o melhor rating da história dos Bears em uma única temporada.

Inconsistente e muitas vezes lesionado, McCown deixou um legado de liderança por onde passou. Ainda que os números nem sempre representem, frequentemente se escutava dos times em que jogou sobre sua capacidade de agregar valor ao elenco. Nos últimos dois anos, em Nova York, o journeyman serviu de mentor aos jovens quarterbacks dos Jets, especialmente Sam Darnold, draftado em 2018, que rapidamente foi acolhido pelo veterano e sempre ressaltou a importância dos ensinamentos transmitidos pelo colega.

Na carta, McCown flerta com um possível futuro como técnico ou comentarista esportivo**. A primeira ideia inclusive chegou a ser especulada no próprio New York Jets, que na última temporada decidiu não contratar um treinador de quarterbacks após promover o antigo titular do cargo, Jeremy Bates, à posição de coordenador ofensivo, abrindo uma possível brecha para que o veterano assumisse seu lugar, o que não aconteceu.

Seja qual for o destino escolhido por ele, seu comprometimento e ética profissional que lhe renderam tantos anos na liga certamente irão contribuir para futuras oportunidades.

*Estigma atribuído a jogadores que pulam de time em time durante anos na NFL

**Atualização: a ESPN anunciou nesta segunda (17) a contratação de McCown como analista de futebol americano para a próxima temporada.

Foto: Reprodução Twitter/New York Jets

Oddsshark