13/02/2020 - 18h16

GM dos Lions diz que rumor sobre troca de Stafford é ‘100% falso’

Bob Quinn nega informação sobre a troca de Stafford e escolha dos Lions no Draft fica em aberto

Nesta quarta-feira (12), o general manager do Detroit Lions, Bob Quinn, negou rumores de que o time estaria pensando em trocar o quarterback Matthew Stafford. Segundo Bernie Smilovitz, do Local 4 em Detroit, as negociações da troca estariam acontecendo há algumas semanas, mas Quinn enviou uma mensagem para Dave Birkett, do Detroit Free Press, dizendo que a informação era “100% falsa”.

Stafford está nos Lions desde 2009, quando foi draftado como primeira escolha geral. Em seus 11 anos de time, ele começou jogando todos os 16 jogos durante oito temporadas seguidas, um total de 136 jogos, o sexto maior recorde para um quarterback na história da liga. Infelizmente, em 2019, a sequência foi quebrada quando ele foi diagnosticado com uma lesão na coluna e obrigado a perder os últimos oito jogos da temporada regular, deixando os Lions fora dos playoffs pelo terceiro ano seguido.

Antes da lesão, Stafford estava a caminho de uma das melhores temporadas de sua carreira, acumulando 2.499 jardas, 19 touchdowns e 5 interceptações. Ele é o primeiro na história da franquia em jardas (41.025) e touchdowns passados (256), apesar de só ter levado os Lions para a pós-temporada três vezes e nunca ter ganho um jogo de playoff.

Em 2017, o quarterback assinou uma extensão de contrato de cinco anos por US$ 135 milhões, mas em dezembro de 2019 o contrato foi atualizado mudando um roster bônus para um signing bônus. O adiantamento causado pela mudança liberou US$ 9 milhões no salary cap do time de 2020. Porém, se o jogador sair agora, Detroit teria impacto total de US$ 32 milhões, valor atualmente considerado como dead cap, em vez de US$ 21,3 milhões, impacto atual previsto de Stafford na folha salarial dos Lions.

Detroit tem a terceira escolha geral do NFL Draft de 2020. Considerando que o Cincinnati Bengals selecione Joe Burrow como a primeira escolha geral, existe uma grande possibilidade de Tua Tagovailoa estar disponível quando chegar a vez dos Lions. Caso isso aconteça, manter o veterano por mais um ano como mentor do novo quarterback seria uma jogada inteligente, já que as oito derrotas nos jogos sem a presença de Stafford mostram o quão importante ele é para o sucesso do time.

Crédito da Foto: Divulgação/Detroit Lions

Oddsshark