14/02/2020 - 18h16

GM dos Cardinals veta possível corte de David Johnson

Steve Keim afirmou que não é uma opção não contar com o running back para a próxima temporada

David JohnsonO general manager do Arizona Cardinals, Steve Keim, afirmou que não há possibilidades de corte do running back David Johnson. Em entrevista à rádio 98.7 FM, o GM disse que dispensar o jogador “não é uma opção”.

Entretanto, não ficou claro se Keim disse isso pelos anos de bom serviço prestados por Johnson ou pelo impacto que causaria um corte dele no teto salarial da equipe. O acordo entre running back e franquia, assinado em 2018, aponta que se ele for cortado nesta temporada terá um impacto de cerca de US$ 16 milhões no cap dos Cardinals.

Caso Johnson continue no elenco e defenda a equipe em 2020, a franquia de Arizona teria que pegar cerca de US$ 14 milhões ao atleta, US$ 2 milhões a menos do que causaria uma eventual dispensa.

Entre os running backs principais, além de Johnson, os Cardinals têm Kenyan Drake. Entretanto, a franquia precisa chegar a um acordo com o atleta, que ficará sem contrato quando o “ano novo” da NFL chegar.

Na prática, o único corredor que os Cardinals têm para 2020 é Johnson. Na última temporada o jogador teve apenas seis touchdowns, números bem distantes de 2016, quando o running back alcançou a marca de 20 pontuações e foi eleito ao Pro Bowl.

(Foto: Reprodução Twitter/David Johnson)

Oddsshark