23/05/2020 - 15h03

Ex-quarterback Ryan Leaf é preso por violência doméstica

Jogador está detido na Califórnia com fiança estipulada em US$ 5 mil; audiência de custódia será nesta quarta-feira (27)

Ryan Leaf foi contratado pela ESPN como comentarista de futebol americano universitárioO ex-quarterback Ryan Leaf foi preso nesta sexta-feira (22) por suspeita de agressão doméstica, em Palm Desert, na Califórnia. O ex-jogador está detido no Prédio Correcional em Banimento Larry D. Smith, também na Califórnia, e tem fiança estipulada em US$ 5 mil.

Leaf deve passar na próxima quarta-feira (27) pela audiência de custódia, de acordo com o site do jornal americano USA Today. Não há informações sobre a identidade de quem teria sofrido a agressão doméstica.

Esta não é a primeira vez que Leaf é preso. Em 2009, o ex-quarterback foi indiciado por crimes relacionados a drogas e roubo, no Texas. Em seguida, já em 2012, ele violou as regras de liberdade condicional e foi preso após invadir uma casa, em Montana, para roubar remédios com prescrição médica.

Em 2019, Leaf parecia acertar sua vida pessoal novamente após ter sido contratado pela ESPN para ser analista de jogos de futebol americano universitário, até este incidente doméstico.

Leaf é conhecido por ser, discutivelmente, o maior bust (termo utilizado para um grande atleta dos esportes universitários que decepciona quando chega no nível profissional) da história da NFL. O quarterback foi selecionado pelo San Diego Chargers, em 1998, com a segunda escolha da primeira rodada.

Apesar da seleção alta, Ryan Leaf jogou apenas três temporadas na NFL e lançou para 14 touchdowns e 36 interceptações. Além dos Chargers, o ex-quarterback também atuou pelo Dallas Cowboys.

(Foto: Reprodução Twitter/Ryan Leaf)

Oddsshark