17/11/2019 - 19h14

Dallas Cowboys vence Detroit Lions desfalcado e lidera divisão

Com Michael Gallup como principal alvo, Dak Prescott lança 3 TD's em vitória dos Cowboys sobre os Lions por 35 a 27

Na tarde deste domingo (17), o Dallas Cowboys visitou o Detroit Lions no Ford Field e faturou mais uma vitória na temporada, desta vez, com o placar de 35 a 27. O time do Texas teve como destaque seu quarterback Dak Prescott, que lançou 3 touchdowns e 444 jardas aéreas. O seu alvo preferido foi o jovem Michael Gallup, que agarrou 9 dos 13 passes em sua direção e somou 148 jardas.

Pelo lado dos Lions, a ausência do QB Matthew Stafford foi sentida novamente. Jeff Driskel teve que se desdobrar para fazer o ataque funcionar. Ao todo, o jogador lançou para 209 jardas e 2 TDs, mas não foi o suficiente para fazer o time quebrar a sequência de derrotas.

Em um primeiro tempo bastante movimentado, os donos da casa iniciaram a partida forçando um fumble de Ezekiel Elliott, algo bastante raro nesta temporada e logo no segundo snap, para recuperar a posse da bola em uma posição de campo favorável o suficiente para o QB Jeff Driskel levar o time ao primeiro TD do jogo. Distribuindo passes para Marvin Jones e Danny Amendola, o líder do ataque dos Lions foi ganhando jardas importantes. Mas, foi o RB Bo Scarborough quem finalizou o serviço invadindo o plano de gol pelo meio da defesa dos Cowboys.

A resposta dos visitantes veio logo após o time marcar um field goal com Brett Maher. O kicker acertou chute de 30 jardas e diminuiu a desvantagem no placar. Então a defesa dos Cowboys forçou um 3 and out e devolveu confiança aos companheiros de ataque, que voltaram ao campo dispostos a cruzar o campo.

Dak Prescott passou a encontrar seus recebedores em lançamentos mais longos. O primeiro a segurar a bola foi Michael Gallup para 23 jardas. Depois, Randall Cobb avançou mais 14 jardas, e por fim, o RB reserva Tony Pollard recebeu passe lateral, quebrou um tackle e correu para dentro da end zone, virando o jogo para o time do Texas.

Empurrados pela torcida, os Lions marcharam com Driskel por 40 jardas e foi o próprio QB quem entrou na end zone para colocar os anfitriões novamente na liderança do scoreboard. Os Lions assumiam a frente por 14 a 10.

No entanto, Dak Prescott e Michael Gallup estavam entrosados e os Cowboys avançaram 41 jardas com essa conexão. Com o momento nas mãos do time da estrela azul, foi a vez de Elliott se redimir do turnover do começo do jogo e carregar a bola para o fundo do campo. O RB ainda precisou de duas tentativas antes de conseguir cruzar a linha final mostrando muito talento e força, características do atleta.

A virada trouxe ainda mais confiança aos visitantes, que voltaram a pontuar logo que recuperaram a posse da bola, depois de forçar outro punt do ataque dos Lions que não se encontravam. Os Cowboys precisaram de apenas 4 jogadas para cruzar 83 jardas do campo. Primeiro Randall Cobb avançou 49 jardas e depois, o próprio jogador recebeu passe pelo meio da defesa e marcou outro TD para os Cowboys. No lance, o strong safety dos Lions sofreu penalidade por bater seu capacete com o de Cobb, mas o TD foi mantido e os visitantes abriram boa margem no placar antes de se encaminharem para os vestiários.

Na volta do intervalo, os Lions mudaram a postura e Driskel procurou mais lançamentos longos. Em um deles, o QB encontrou Marvin Hall para 39 jardas. Já dentro da rede zone, Driskel não teve muito trabalho para encontrar Marvin Jones dentro da end zone. Antes, o QB dos Lions teve que mostrar agilidade para sair do pocket e ganhar tempo e liberdade suficientes para esperar a movimentação do seu recebedor.

Apesar do bom início no terceiro período, os Lions não conseguiram manter o ritmo e permitiram que Prescott colocasse Brett Maher em posição de chutar outro field goal para colocar o placar em 27 a 21. Mesmo atrás na pontuação, os Lions estavam só a uma posse de bola de recuperar a liderança e Driskel sabia que precisava conduzir uma boa campanha assim que pisasse no campo outra vez.

E ele bem que tentou. Em uma descida de 12 jogadas e 6:23 de tempo de posse de bola, os Lions tiveram poucas alternativas ofensivas e acabaram sucumbindo diante da pressão sobre os recebedores, limitando as ações de Driskel, que teve que aceitar o punt, devolvendo a posse ao Cowboys.

O QB dos visitantes começou a nova campanha acertando um passe perfeito para Amari Cooper na lateral do campo. O cornerback Darius Slay teve a bola em suas mãos, mas não conseguiu agarrá-la, permitindo o avanço do adversário. Prescott estava agressivo e continuava procurando seus recebedores. Jason Witten foi uma ótima opção e o tight end, sempre efetivo, ajudou o ataque continuar sua descida.

Com as opções se esgotando, Prescott passou a ser mais pressionado. Mas, com uma colaboração de Zeke Elliott, o QB adicionou mais 17 jardas para suas estatísticas de touchdowns na temporada. A jogada não foi desenhada para Elliott, mas com a pressão exercida pela defesa dos Lions, Prescott encontrou o corredor, que partiu para dentro da end zone. O time do Texas ainda arriscou e concluiu uma tentativa para conversão de dois pontos com o RB Tony Pollard.

Muitos torcedores acharam que naquele momento o jogo estava acabado, mas os jogadores dos Lions tinham outros planos e Driskel decidiu mostrar resiliência. Em uma campanha com nada mais nada menos do que três big plays, o atleta colocou o time do norte outra vez na disputa.

Primeiro ele correu 23 jardas. Depois, Amendola para mais 21 jardas e por fim, lançou Marvin Jones para mais 25. O recebedor teve que quebrar alguns tackles antes de cruzar o plano de gol. A partida estava viva e os Lions procuraram a conversão de dois pontos. Para tristeza dos fãs do time de Detroit, a conversão falhou e o time ficou oito pontos atrás no placar, 35 a 27 Dallas.

Com poucos minutos no relógio, os Lions ainda tentaram uma boa campanha final, buscando ao menos o empate. Driskel encontrou Kenny Golladay, que recebeu seu único passe em toda a partida. Foram 34 jardas mais uma penalidade por facemask em um avanço fantástico de 49 jardas. O problema é que a linha ofensiva furou em um dos snaps mais importantes de toda a partida para o ataque de Detroit e Driskel sofreu um sack numa perda de 11 preciosas jardas. Com isso, a terceira decida ficou para 26 e Driskel não encontrou nenhum recebedor livre, sendo obrigado a devolver a bola aos Cowboys.

A partida se encerrou com um bom passe de Prescott para o tight end Blake Jarwin, que tirou o time do Texas da parede. Sem mais tempos para que os Lions pudessem parar o jogo, Prescott apenas ajoelhou para decretar a sexta vitória dos Cowboys na temporada.

Apesar de todo o esforço dos adversários, o Dallas Cowboys (6-4-0) venceu e assumiu a liderança isolada da Divisão Leste da NFC, enquanto o Detroit Lions (3-6-1) segue na lanterna da Divisão Norte da mesma conferência.

(Foto: Divulgação Twitter/Dallas Cowboys)

ACOMPANHE OS MELHORES MOMENTOS DO JOGO:

NFL Semana 11

Quinta-feira (14/11)

Pittsburgh Steelers 7 @  21 Cleveland Browns

Domingo (17/11)

Dallas Cowboys 35 @ 27 Detroit Lions

Jacksonville Jaguars 13 @ 33 Indianapolis Colts

Buffalo Bills 37 @ 20 Miami Dolphins

Denver Broncos 23 @ 27 Minnesota Vikings

New Orleans Saints 34 @ 17 Tampa Bay Buccaneers

New York Jets 34 @ 17 Washington Redskins

Atlanta Falcons 29 @ 3 Carolina Panthers

Houston Texans 7 @ 41 Baltimore Ravens

Arizona Cardinals 26 @ 36 San Francisco 49ers

Cincinnati Bengals 10 @ 17 Oakland Raiders

New England Patriots 17 @ 10 Philadelphia Eagles

Chicago Bears 7 @ 17 Los Angeles Rams – SNF

Segunda-feira (18/11) 

22h15 – Kansas City Chiefs @ Los Angeles Chargers (México)

Oddsshark