01/01/2018 - 19h13

Bruce Arians anuncia aposentadoria como treinador de futebol americano

Arians deixará, após 42 anos, a função de treinador de futebol americano. Começou como assistente em Virginia Tech e encerrou seu legado como head coach nos Cardinals

Bruce Arians anunciou sua aposentadoria como treinador de futebol americano. Foram 42 anos dedicados ao esporte, 11 equipes, duas conquistas de treinador do ano e mais dois Super Bowls na carreira. “Eu sentirei falta do jogo”, disse Arians, nesta segunda-feira (1), em entrevista coletiva. “Foi uma ótima viagem”, contou emocionado após anunciar a aposentadoria.

A última equipe de Arians foi o Arizona Cardinals, pela qual ele treinou durante cinco temporadas. Sua despedida foi no triunfo de 26 a 24 contra o Seattle Seahawks. No entanto, Arians disse que só tomou a decisão de se retirar após o chute da vitória de Phil Dawson entrar entre as traves do CenturyLink Field, em Seattle. Nos vestiários, ele fez o anúncio aos jogadores os quais mantiveram segredo até ser oficializado.

“Todo mundo especulou, todos especularam durante meses”, falou Arians. A história de que o treinador iria se aposentar já vinha sendo comentada por muitas pessoas. Porém, ninguém tinha certeza até o anúncio oficial. Ele alegou que houve muitas razões para a decisão, mas a família foi a mais importante delas.

Bruce Arians começou a levar em consideração a aposentadoria durante o verão, quando estava em seu lago, na Geórgia, e sua esposa mencionou que seu filho estava próximo de fazer 40 anos de idade. “Isso me chocou bastante, como se tivesse perdido muito tempo”, contou. O objetivo de Arians é viver em Phoenix e se manter envolvido com a fundação que leva seu nome.

“Vou sentir falta dos jogadores”, disse. “Eu sentirei saudades de sair do vestiário e ouvir o hino nacional, porque ainda me emociono. Mas, de alguma forma, eu ainda vou estar em contato com o jogo”. O general manager dos Cardinals, Steve Kaim, disse que respeita a escolha de Arians, mas sentirá muita falta de vê-lo treinando.

Bruce Arians recebeu a bola de sua última partida!

Sua trajetória começou em 1975, quando Arians foi assistente técnico em Virginia Tech. Seu foco era no ataque e a maioria de suas funções eram treinar running backs, wide receivers e quarterbacks. A primeira oportunidade como head coach foi pela Universidade de Temple, em 1983. Na NFL, a experiência inicial foi no Kansas City Chiefs, como treinador de RBs, de 1989 até 1992.

Além dos Chiefs, Arians passou pelos Saints, Browns, Colts e Steelers. A franquia de Pittsburgh reservou os dois títulos de Super Bowl de sua carreira, a primeira como técnico de recebedores e a segunda como coordenador ofensivo. Em 2012, Arians estava em Indianapolis como coordenador ofensivo, mas cumpriu a função de head coach interino no lugar de Chuck Pagano. Ele recebeu o prêmio de treinador da temporada.

A outra conquista de técnico do ano foi em 2014, quando já estava em Arizona. Pelos Cardinals, foram 80 partidas disputadas, 40 vitórias, 30 derrotas e um empate. Arians levou a franquia duas vezes aos playoffs, conquistou uma vez a NFC Oeste e, na maior chance de levar a equipe ao Super Bowl, perdeu a final da NFC para o Carolina Panthers, em 2015.

Sua saúde foi um dos fatores para a aposentadoria também, pois, em 2016, ele teve que ser internado em duas oportunidades. Atualmente, com 65 anos, Arians busca aproveitar sua família ao máximo e correr atrás do tempo perdido. O treinador deixou sua marca na NFL e seu legado se manterá por muito tempo.

(Foto: Site Oficial/Arizona Cardinals)

Oddsshark