06/10/2019 - 08h38

Após vazamento de vídeos de Jay Gruden, Redskins se recusam a falar a respeito

Técnico da equipe foi pego em filmagem fumando e conversando com uma mulher mais nova. Redskins mantêm silêncio

Parece que os problemas nunca acabam quando você está sem vitórias na temporada. Não bastasse todas as coisas que o Washington Redskins está vivendo em campo, fora dele, as coisas parecem piores. Jay Gruden, treinador da equipe, foi pego em vídeo fumando algo que não consegue ser identificado pelas imagens e conversando com uma garota bem mais nova do que ele.

Apesar do vídeo ter viralizado na internet, os Redskins ainda se recusam a falar sobre a situação do treinador, que vive uma ameaça constante de ser demitido. Não se sabe ainda onde os vídeos foram filmados, mas, segundo Mike Florio, do ProFootballTalk, as imagens são de mais de um ano atrás. Com tudo isso acontecendo, a decisão do time de Washington é continuar em silêncio, o que pode ser um indício de que Gruden pode mesmo deixar a franquia se perder para o New England Patriots.

Os Redskins estão indo para o terceiro quarterback titular nas cinco primeiras semanas da NFL. A equipe começou com Case Keenum, que acabou indo muito mal no seu tempo, em que era considerado um “tapa buraco” até Dwayne Haskins ficar pronto. O novato logo teve que entrar, e acabou também não indo bem em seu jogo contra o New York Giants, lançando três interceptações.

Agora, é a vez de Colt McCoy, que jogou como titular na equipe quando Alex Smith teve uma lesão grave na perna que o tirou da temporada e, talvez, da carreira. Smith seria o titular dos Redskins enquanto trabalhava junto com Haskins no desenvolvimento do garoto, coisa que ele já fez com Patrick Mahomes no Kansas City Chiefs, mas a incerteza de sua contusão fez com que Washington buscasse outros jogadores para fazer esta função, e chegaram em Keenum, que vinha de uma passagem ruim pelo Denver Broncos.

Gruden está no comando dos Redskins desde 2014 e, durante esse tempo, em apenas um ano o time se classificou para os playoffs, que foi em 2015, perdendo em casa no Wild Card para o Green Bay Packers. Na NFL, sua campanha é de 35 vitórias, 48 derrotas e um empate, e isso faz dele um dos principais nomes a serem demitidos, podendo ser já nesta semana, dependendo da atuação do time contra New England.

Oddsshark