24/03/2020 - 22h13

NCAA nega ter vetado crowdfunding de Trevor Lawrence

Campanha de Trevor Lawrence por recursos para vítimas da Covid-19 causou polêmica

Quarterback de Clemson Tigers Trevor Lawrence durante a vitória sobre NC State Wolfpack válida pela semana 11 do college football 2019A política extremamente restritiva adotada pela NCAA em relação aos atletas universitários, uma vez mais, gerou polêmica nesta terça-feira (24). Desta vez, o foco foi um dos principais jogadores do esporte universitário norte-americano, o quarterback Trevor Lawrence, herói do título nacional de Clemson em 2018 e visto como possível escolha número 1 do Draft da NFL em 2021, e que precisou de um esclarecimento da organização responsável pela organização dos campeonatos em meio a uma atitude nobre.

Marissa Mowry, namorada de Lawrence e atleta de futebol na Anderson University, que fica na Carolina do Sul e faz parte da segunda divisão da NCAA, criou uma campanha no GoFundMe para arrecadar recursos em prol do combate ao coronavírus (Covid-19), pandemia mundial que colocou todos os cantos da Terra em alerta e interrompeu todo o esporte global. No entanto, após arrecadar pouco mais de US$ 2,5 mil dólares, ela anunciou na segunda-feira (23), em um post no Instagram, mudanças na arrecadação.

“Infelizmente, Trevor não pode mais ser parte disso (o crowdfunding) devido ao compliance e algumas regras, então ele não pode ajudar mais. E também temos que encerrar a campanha no GoFundMe”, afirmou ela. A NCAA é extretamente rigorosa em relação à participação de atletas em campanhas publicitárias e/ou ações que tragam algum tipo de retorno financeiro, sob a alegação de que o esporte universitário é e deve permanecer 100% amador. Isso inclui a proibição ao uso de imagens e nomes de atletas em crowdfundings.

De acordo com Grace Raynor, repórter do The Athletic, o pedido não veio da NCAA, mas do departamento de compliance de Clemson. Ainda assim, a liga divulgou um comunicado pelo Twitter reforçando que não havia bloqueado a campanha. “A NCAA não pediu a Trevor Lawrence para encerrar sua campanha de arrecadação de recursos para vítimas do Covid-19 e seus parentes. Continuamos a trabalhar com as universidades-membro para que elas tenham a flexibilidade de permitir que seus atletas-alunos e comunidades recebam apoio se afetados, e parabenizamos Trevor por seus esforços”, ressalta o texto.

Logo depois, Dan Radakovich, diretor esportivo de Clemson, falou sobre o assunto a Pete Thamel, do Yahoo Sports. “Agradecemos que a NCAA tenha analisado a questão e respondido rapidamente. Atos como esse (de Lawrence) são importantes durante momentos de preocupação nacional”, explicou ele. Ainda assim, o quarterback e Marissa inicialmente recomendaram que os interessados doem diretamente para instituições, preterindo a campanha de arrecadação que beneficia as ONGs Meals on Wheels e No Kid Hungry e, na noite de terça-feira, a campanha voltou ao ar.

Crédito das imagens: Reprodução Twitter/Clemson Football

Oddsshark