Oferecimento
08/01/2020 - 23h10

Zion Williamson queria voltar para Duke e quase não se elegeu para o Draft de 2019

Apesar de seu desejo, jogador tomou uma decisão após conversas com o Coach K, sua mãe, padrasto e companheiros de time

zion-williamson-nba-draftZion Williamson, escolha número #1 do Draft de 2019, afirmou nesta quarta-feira (8) que queria passar mais um ano atuando pela Universidade de Duke e que esperou até a data limite para se inscrever oficialmente no evento de seleção da NBA.

A jovem estrela explicou isso durante sua participação no The JJ Redick Podcast, programa do seu companheiro de equipe JJ Redick, do New Orleans Pelicans.

Williamson também disse que Mike Krzyzewski, o Coach K, seu técnico no college, não o deixaria voltar para universidade.

Além disso, conversas com sua mãe, padrasto e companheiros de time também o ajudaram a tomar uma decisão, apesar de seu desejo de permanecer na universidade.

Williamson era uma força praticamente imparável no nível universitário. Em 33 jogos ele teve médias de 22,6 pontos, 8,9 rebotes, 2,1 assistências, 2,1 roubos de bola e 1,8 toco, com 68% de eficiência nos arremessos.

Com esses números, ficou claro que ele não tinha mais nada a provar em Duke. Além disso, teria sido um risco imenso ficar na universidade, podendo perder sua colocação no topo do Draft em caso de alguma lesão, como a que aconteceu na pré-temporada e impediu sua estreia na NBA.

Inclusive, o jogador já enfrenta perguntas sobre sua estrutura física ser capaz de suportar seu peso e atletismo devido a problemas no joelho.

É por isso que Krzyzewski, que lidou com inúmeras estrelas em potencial ao longo dos anos, não teria permitido que um talento tão único não fosse para a NBA. “Aprendi muito com ele nesses poucos meses, é realmente uma loucura para mim”, disse Williamson sobre o Coach K.

Crédito da foto: Reprodução Twitter/NBA

Oddsshark