29/03/2020 - 22h08

Stephon Marbury, ex-jogador dos Knicks, ajuda NY na compra de máscaras

A parceria está sendo feita com uma empresa chinesa e o valor dos produtos será abaixo do mercado

NEW YORK, NY - NOVEMBER 14: Fans look on during a tip-off between the New York Knicks and Utah Jazz at Madison Square Garden on November 14, 2014 in New York CityCom a pandemia causada pelo coronavírus abalando as estruturas do basquete mundial, personalidades com influência estão tentando ajudar na causa e a NBA é parte fundamental do processo.

Stephon Marbury, ex-armador do New York Knicks, atualmente é treinador do Royal Fighters, da Associação Chinesa de Basquete, e está intermediando uma negociação envolvendo máscaras N95 importadas da China.

Segundo a ESPN americana e o New York Post, o ex-atleta deseja disponibilizar cerca de 10 milhões de máscaras para a cidade de Nova York e de quebra, por um preço abaixo do mercado. O valor comercial dos produtos será US$ 2,75 por unidade, quantia três vezes menor do que o valor tradicional. A negociação possui uma empresa chinesa como parceira.

“No fim das contas, eu sou cria do Brooklyn. Ajudar Nova York é algo que conforta meu coração”, disse ao New York Post.

Stephon Marbury atuou na NBA por 13 temporadas, sendo cinco delas nos Knicks, depois ingressou na Associação Chinesa de Basquete e jogou por lá de 2010 até 2018 – no ano passado, o ex-armador assumiu como treinador do Royal Fighters. Mesmo longe de casa por tanto tempo, as raízes ainda permaneceram vivas, o que impacta na preocupação com amigos e familiares que moram nos EUA.

“Eu tenho família em Coney Island e muitas famílias são afetadas por isso, então eu sei o quanto é importante que as pessoas tenham máscaras durante esse período”, contou Stephon. Por conta disso, ele entrou em contato com Eric Adams, representante de organizações do bairro para negociar a ajuda.

Conforme a conversa com o New York Post, Adams disse que inicialmente as autoridades municipais e estaduais contaram que não precisavam das máscaras, mas por conta da proliferação do vírus na cidade, esse parecer já mudou. Segundo o portal, o Departamento de Saúde do Estado e as autoridades estão dispostas e interessadas em conversar com Stephon e também com Adams para retomar o assunto.

Foto: Alex Goodlett/Getty Images

Oddsshark