02/03/2020 - 23h54

RJ Barrett tem boa atuação e New York Knicks vence Houston Rockets nos segundos finais

Russell Westbrook e James Harden combinam para 59 pontos, mas Rockets cometem muitos erros e perdem sequência de seis vitórias seguidas

O New York Knicks venceu o Houston Rockets por 125 a 123, em jogo com emoção até os últimos segundos, nesta segunda-feira (2), no Madison Square Garden. Apesar de abrir longa vantagem em certos momentos, a equipe da casa cedeu e permitiu que os visitantes se aproximassem no placar. No entanto, no final das contas, o resultado positivo ficou com NY.

RJ Barrett foi o grande nome do jogo, com 27 pontos, cinco rebotes, cinco assistências e 10/18 nos arremessos de quadra. Julius Randle também contribuiu bem, com 16 pontos e 16 assistências.

James Harden voltou a ter grande pontuação e terminou a partida com 35 pontos, mas pecou nos arremessos do perímetro e teve aproveitamento de 3/13 no quesito. Russell Westbrook foi bem, principalmente na reta final, e anotou 24 pontos, mas errou a bola decisiva do empate; Robert Covington e Danuel House Jr. terminaram com 20 pontos cada um.

Esse resultado prejudica o Houston Rockets na Conferência Oeste, que agora vê o Utah Jazz e Oklahoma City Thunder mais de perto. São 39 vitórias, 21 derrotas e a quarta posição, além de uma sequência de seis vitórias seguidas sendo quebrada. O New York Knicks tem campanha 19-42.

O JOGO

O jogo começou aberto e com as defesas com pouca intensidade. Harden não teve arremessos de quadra eficientes, mas pontuou bem através de oitos lances livres cobrados. Westbrook contribuiu e comandou a segunda unidade nos minutos finais, com o ‘Barba’ já descansando. Por conta do mau aproveitamento de bolas do perímetro, com 3/12, os Rockets ficaram atrás no placar e perderam parcialmente por 36 a 31. Grande destaque para RJ Barrett, que anotou 14 pontos no período.

Os Knicks voltaram ainda melhores no segundo quarto e abriram vantagem por conta de um grande aproveitamento de quadra. Houston errou muitos chutes e cometeu turnovers, até que Harden voltou à quadra. Após o time da casa abrir 20 pontos de vantagem, os visitantes iniciaram sua caminhada para encurtar a diferença na reta final do período. Com praticamente apenas chutes do perímetro, os Rockets impuseram uma corrida de 18 a 5, com oito pontos seguidos de Covington, e saíram do buraco. O primeiro tempo terminou 73 a 63 para NY.

O cenário permaneceu o mesmo após o intervalo: Houston usando bolas do perímetro praticamente em todas as jogadas e errando mais do que acertando. Por outro lado, RJ Barrett foi pontuando bem juntamente com sua equipe e explorando as falhas na defesa adversária. Após construir grande sequência na reta final do terceiro quarto, contando com ineficiência dos Knicks, os Rockets entraram de vez no jogo no início do período derradeiro, ainda utilizando muitas bolas de três.

Os minutos finais foram eletrizantes. Houston encostou ainda mais no placar e baixou a desvantagem para apenas uma posse de bola. Westbrook arrancou do seu campo defensivo e realizou uma impactante enterrada para deixar o jogo em 121 a 119 para os mandantes, faltando pouco mais de um minuto para o fim. Com lances livres e jogadas de segurança, NY foi se mantendo na liderança, e do outro lado o camisa zero chamou a responsabilidade para fazer a franquia do Texas respirar no duelo.

Faltando pouco mais de sete segundos, a bola ficou nas mãos do Houston Rockets, com três pontos de desvantagem. O ex-OKC novamente recebeu, partiu em velocidade para o garrafão e sofreu falta; ele converteu os dois lances livres e diminuiu o placar para apenas um ponto de diferença. Randle sofreu falta assim que teve a bola e errou um dos arremessos livres, o que deixou o placar em 125 a 123.

Com um pouco mais de quatro segundos no relógio, Houston teve a posse derradeira: Westbrook arremessou de média distância, a bola “dançou” no aro e não caiu. Vitória surpreendente do New York Knicks.

Foto: Divulgação/Twitter New York Knicks

Oddsshark