28/11/2019 - 12h16

RJ Barrett e Shai Gilgeous-Alexander se comprometem a jogar pré-olímpico pelo Canadá

Jovens dão sua palavra de que irão ao torneio pré-olímpico com o time canadense no próximo verão americano

NEW YORK, NEW YORK - OCTOBER 26: (NEW YORK DAILIES OUT) RJ Barrett #9 of the New York Knicks in action against Jayson Tatum #0 of the Boston Celtics at Madison Square Garden on October 26, 2019 in New York City. The Celtics defeated the Knicks 118-95“Contem comigo”. RJ Barrett (New York Knicks) e Shai Gilgeous-Alexander (Oklahoma City Thunder) se comprometeram a jogar o pré-olímpico de basquete pelo Canadá no ano que vem, no verão americano. Eles se juntam a outros nomes como Jamaal Murray (Denver Nuggets) e Nickeil Alexander-Walker (New Orleans Pelicans) que devem formar uma base forte para lutar por uma vaga nas Olimpíadas de Tóquio de 2020.

“Definitivamente planejo jogar”, disse Barrett, segundo Josh Lewenberg, do TSN. “Tenho muito orgulho de dizer isso”, concluiu o calouro da NBA.

Barrett e a maioria dos grandes jogadores canadenses que atuam na NBA não jogaram no último mundial de basquete, na China. O país agora tenta uma vaga nas Olimpíadas pelo torneio pré-olímpico, que terá no próprio Canadá uma de suas sedes, mais especificamente a cidade de Victoria.

O time não foi muito feliz no sorteio e irá se encontrar com a Grécia, Turquia e República Tcheca, além de China e Uruguai. Apenas uma dessas seleções se classificará para o torneio olímpico de basquete masculino.

Gilgeous-Alexander fez seu anuncio pelo Twitter. “Eu soube e fiz uma promessa para mim mesmo de que representar meu país é algo que eu quero continuar a fazer e assim como meu irmão Jamal Murray anunciou publicamente seu comprometimento, eu também estarei lá para dar meu melhor para a ajudar a seleção canadense a ir para Tóquio”.

O pai de RJ, Rowan Barrett, é o gerente geral da equipe masculina profissional do Canadá e seu padrinho é o membro do hall da fama Steve Nash. O jogador possui média de 15,1 pontos em seus 16 primeiros jogos da NBA com os Knicks, enquanto Gilgeous-Alexander tem 12,2 pontos em OKC nesta temporada, após ser trocado pelo Los Angeles Clippers.

A entrada desses jovens de perímetro deve animar outros jogadores de garrafão como Tristan Thompson, Kelly Olynyk, Dwight Powell, Brandon Clarke, Khem Birch e Trey Lyles, que podem ajudar a compor o grupo canadense.

(Foto: Jim McIsaac/Getty Images)

Oddsshark