25/03/2020 - 14h04

Raulzinho e Felício falam sobre adiamento das Olimpíadas

Atletas da seleção concordam com medida tomada pelo COI

Os brasileiros e jogadores da NBA Raulzinho Neto, do Philadelphia 76ers, e Cristiano Felício, do Chicago Bulls, se manifestaram sobre a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) de adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 para o ano que vem, devido ao surto do COVID-19.

Em vídeos divulgados nesta quarta-feira (25), pela assessoria da NBA no Brasil, os dois jogadores da seleção masculina de basquete, que estavam em suas casas, mostraram apoio à decisão tomada pelo Comitê.

Raulzinho chamou a decisão de a melhor possível. O armador dos Sixers se mostrou triste pelo adiamento de um evento tão importante, mas acredita que é o ideal a se fazer. “Foi a melhor decisão possível que o COI poderia ter tomado. Pensaram na saúde dos atletas, dos fãs, da mídia e de todo mundo que ia estar envolvido nos Jogos”, disse. “É triste ter que mudar a data de um evento tão grande igual as Olimpíadas. Mas acho que é para o bem de todos. Foi uma decisão sensata diante deste momento tão difícil que estamos passando”, completou.

Felício seguiu pela mesma linha do companheiro de seleção brasileira. Ele ainda reforçou que as pessoas devem se manter isoladas, contribuindo para que o coronavírus não se espalhe ainda mais. “Sabemos da importância do isolamento, para que o vírus não se espalhe mais. Portanto, o COI acertou em adiar as Olimpíadas para o ano que vem”, afirmou o pivô. “Agora é fazermos nossa parte, ficar em casa o maior tempo possível, não entrar em contato com outras pessoas e tomar todo cuidado para que tudo se normalize o quanto antes”, completou.

A dupla faz parte de um grupo de quatro brasileiros que atuam na NBA e ambos têm presença recorrente nas convocações para a seleção brasileira. Portanto, provavelmente disputariam os Jogos Olímpicos de Tóquio. Antes, o Brasil jogaria um pré-olímpico para buscar uma vaga na competição.

(Foto: Divulgação/FIBA)

Oddsshark