16/01/2020 - 01h05

Rapper Drake ‘ajudou’ na ida de Kawhi Leonard para o Los Angeles Clippers

Na offseason, Kawhi e Paul George fizeram reuniões na casa do cantor e embaixador global do Toronto Raptors, na Califórnia

Os alas Kawhi Leonard e Paul George abalaram o mundo da NBA quando decidiram jogar juntos no Los Angeles Clippers nesta temporada. Entretanto para esse sonho se tornar realidade, os astros tiveram longa jornada e uma “ajuda” para lá de inusitada.

Ironicamente, Drake, rapper e embaixador global do Toronto Raptors, foi quem “contribuiu” com a dupla, permitindo que o atual MVP das finais e campeão da liga pela equipe canadense permanecesse em sua casa na Califórnia durante o período de offseason no último verão americano.

Na cronologia dos fatos, tudo começou quando Leonard e George se encontraram duas vezes na residência do cantor oriundo de Toronto, para discutirem o plano de jogarem juntos. Posteriormente, as reuniões seguiram para uma série de mensagens de texto e telefonemas entre eles, inclusive com felicitações de PG, depois que os Raptors venceram o primeiro campeonato da NBA.

“Foi assim que tudo começou”, falou George para a jornalista Ramona Shelburne, da ESPN americana. “Então [a negociação] ganhou vida própria”.

Na sequência, mais precisamente no dia 1º de julho, Kawhi e PG decidiram colocar o plano em ação. O ex-ala do Toronto Raptors disse para o Los Angeles Clippers que estaria interessado em jogar lá, se a franquia californiana contratasse Paul George.

Logo no dia seguinte, o empresário de George já informou ao gerente geral do Oklahoma City Thunder, Sam Presti, da solicitação de troca do seu cliente, com ele preferindo jogar ao lado de Leonard.

Enquanto Presti conversava com os Clippers e Raptors, Kawhi e George mantinham contato frequentemente. Além disso, os dois se encontraram pela terceira vez na casa de Drake, após Leonard voltar de sua reunião com Toronto no Canadá, de acordo com Shelburne.

Com isso, o caminho ficou mais facilitado e os Clippers finalmente fecharam um acordo de grande sucesso com o Thunder, negociando a jovem estrela em ascensão Shai Gilgeous-Alexander, o veterano italiano Danilo Gallinari e cinco escolhas futuras de primeira rodada do Draft em troca de Paul George.

Ou seja, por ironia do destino, um dos torcedores mais ilustres e fanáticos do Toronto Raptors acabou contribuindo indiretamente para a saída do melhor jogador do seu time de coração. Provavelmente, tentando convencer Kawhi de ficar no Canadá.

Porém, apesar de todos os esforços das partes envolvidas, o Los Angeles Clippers ainda não decolou como o esperado na NBA e atualmente ocupa “apenas” o quarto lugar na Conferência Oeste, com uma campanha de 28 vitórias e 13 derrotas.

Foto: Reprodução Twitter/Los Angeles Clippers

Oddsshark