17/10/2019 - 10h48

Marcus Smart critica fãs que torceram contra os Estados Unidos na Copa do Mundo de Basquete

Jogador dos Celtics reconheceu desempenho ruim, mas reclamou da falta de apoio dos torcedores e das ausências de atletas

Marcus Smart EUAMarcus Smart falou nesta quarta-feira (16), sobre a Copa do Mundo de Basquete. Ele não necessariamente culpa as estrelas da NBA que optaram por não participar da competição realizada este ano na China e também tem noção de que o sétimo lugar dos Estados Unidos é um fracasso digno de críticas.

Entretanto, o jogador do Boston Celtics criticou aqueles fãs norte-americanos que torceram contra a seleção dos Estados Unidos.

“Isso foi difícil para nós”, disse Smart em entrevista a Sam Amick e Joe Vardon, do The Athletic, no podcast “Tampering”. “Nós vemos e ouvimos todo mundo em casa conversando e realmente não entendemos. É como: ‘Ei, enquanto vocês estão sentados em casa no seu sofá nos assistindo, somos nós que estamos aqui realmente trabalhando'”, completou.

“Somos nós que somos espancados. Somos os que se machucam. Somos aqueles que sacrificam nosso tempo, nossos corpos e coisas assim enquanto vocês estão sentados em casa comendo pipoca”, desabafou o atleta.

Os fãs dos Celtics devem estar acostumado com a paixão na resposta do Smart. O jogador de 25 anos assumiu um papel de líder na seleção norte-americana, que teve o desfalque de várias estrelas.

Smart, que atuou em cinco dos oito jogos da seleção na Copa do Mundo enquanto lutava contra uma lesão na perna, também disse que respeita as decisões desses jogadores que pediram dispensa e que acredita que a falta de apoio dos norte-americanos foi determinante para o resultado ruim.

“É meio triste que, enquanto nós saímos daqui e jogamos com outros países que estão todos unidos – o país deles torce por esses caras – nós temos alguns de nossos caras em casa e fãs dos Estados Unidos torcendo contra nós”, afirmou Smart.

“Foi realmente difícil para nós irmos para lá de qualquer maneira, já estávamos em desvantagem jogando contra outros times, sem falar em saber que os caras de casa realmente não estavam do nosso lado. Éramos realmente nós contra o mundo”, finalizou.

Crédito da foto: Divulgação/FIBA.com

Oddsshark