03/04/2020 - 21h24

Kobe Bryant, Tim Duncan e Kevin Garnett compõem lista de 8 eleitos do Hall da Fama do Basquete em 2020

O anúncio oficial será feito neste sábado e revelará a lista completa com os nomes de outras personalidades esportivas

Neste sábado, 04, um anúncio oficial irá revelar os oito indicados para o Hall da Fama do Basquete em 2020. De acordo com o jornalista Shams Charania, do portal The Athletic, nomes de peso como Kobe Bryant, Tim Duncan e Kevin Garnett serão introduzidos ao seleto grupo. Os três craques faturaram anéis de campeão durante suas carreiras.

Bryant foi campeão com o Los Angeles Lakers em cinco oportunidades – 2000, 2001, 2002, 2009 e 2010. Ele morreu em um acidente de helicóptero em janeiro deste ano.

Duncan é outro pentacampeão e fez história ao lado de Tony Parker, Manu Ginobili e Gregg Popovich, levando o caneco da liga em 1999, 2003, 2005, 2007 e 2014. Já o pivô Kevin Garnett conta com um anel por sua campanha com o Boston Celtics em 2008 ao lado de Paul Pierce, Ray Allen e Doc Rivers.

Além dos três nomes citados acima, Mark Berman, diretor do Fox Sports, também destacou que Rudy Tomjanovick, ex-técnico do Houston Rockets, provavelmente fará parte do time. Rudy guiou Hakeem Olajuwon e cia ao bicampeonato da NBA em 1994 e 1995, fazendo história com o time texano.

Outro comandante na lista é Eddie Sutton, ex-treinador de Oklahoma State, no basquete universitário e componente da lista de finalistas nos últimos sete anos. Segundo o portal Tulsa World, há grandes chances dele ser introduzido ao seleto grupo do hall da fama este ano. Com 806 vitórias na Divisão I do basquete universitário, ele ocupa o 11º lugar no ranking geral de todos os tempos.

Tamika Catchings, Kim Mulkey e Barbara Stevens, ex-estrelas do basquete universitário e WNBA, são as prováveis mulheres selecionadas para o Hall da Fama. Tamika foi campeã da NCAA em 1998 e depois rumou para a maior liga de basquete feminino do planeta, acumulando 10 seleções para o All-Star Game, um título de MVP da temporada regular e um de finais em conjunto com seu único campeonato conquistado.

Mulkey foi brilhante como técnica da universidade Louisiana Tech, acumulando campeonatos da NCAA em 2005, 2012 e 2019 – além de um recorde de 604 vitórias e 100 derrotas. Stevens teve passagens pelos programas universitários de Clark e Massachusetts. Na segunda divisão do college, a técnica acumula 1.039 vitórias e um título conquistado em 2014, coroando sua trajetória na competição.

Mesmo com a paralisação dos programas esportivos por conta do coronavírus, a lógica é que o evento de indução ao Hall da Fama aconteça ainda este ano.

Foto: Reprodução Twitter/LA Clippers

Oddsshark