17/04/2019 - 02h11

Jamal Murray cresce no último quarto e Nuggets empatam série contra os Spurs

Com 21 pontos no período final, armador comanda grande virada do Denver sobre San Antonio: 114 a 105

Jamal Murray cresce no último quarto e Nuggets empatam série contra os SpursApós perder o primeiro confronto em casa nos playoffs da NBA, o Denver Nuggets se viu em uma situação difícil novamente, nesta terça-feira (16), em boa parte do jogo e tinha tudo para sair com mais uma derrota contra o San Antonio Spurs, no ginásio Pepsi Center. Mas, comandado por Jamal Murray que fez 21 pontos no último quarto, o time do Colorado cresceu no fim, virou o duelo e venceu os texanos por 114 a 105, empatando a série em 1 a 1.

O grande protagonista da vitória chegou discreto no período derradeiro, com apenas 3 pontos, mas resolveu chamar a responsabilidade no momento mais decisivo e foi o grande responsável pela virada. Foram 24 pontos e quatro assistências no total, sendo 21 tentos (FG 8/9 FG3 3/3) só na parcial final. Além dele, ênfase para as atuações de Gary Harris (23 pontos e cinco rebotes), Nikola Jokic com duplo-duplo (21 pontos, 13 rebotes e oito assistências) e Paul Millsap (20 pontos e sete rebotes).

Mesmo controlando boa parte da partida, San Antonio sucumbiu no fim e não conseguiu segurar a vantagem que chegou a ser de 19 pontos em determinado momento do segundo tempo. Os principais destaques da franquia de Gregg Popovich foram DeMar DeRozan (31 pontos e sete rebotes), LaMarcus Aldridge (24 pontos e oito rebotes) e Derrick White (17 tentos).

O JOGO

Com muito nervosismo de ambas as partes, o primeiro quarto começou equilibrado, enroscado, além de um aproveitamento ruim das equipes. Logo nos primeiros minutos, DeMar DeRozan foi substituído após cometer duas faltas, com isso, o San Antonio Spurs precisou focar suas ações ofensivas dentro do garrafão e funcionou. Com 12 pontos de LaMarcus Aldridge, os visitantes foram tomando conta do jogo aos poucos e levaram a melhor no período por 26 a 21. Do outro lado, Paul Millsap era o principal responsável pela pontuação do Denver Nuggets (11 pontos), porém saiu de quadra antes do fim da parcial, após realizar duas infrações também, o que prejudicou muito o seu time.

Os Spurs iniciaram de forma avassaladora o segundo quarto. Já com DeRozan de volta, a franquia texana se impôs e abriu 19 pontos rapidamente. Os Nuggets não se encontravam, o que fez o técnico Michael Malone a reclamar com a arbitragem, sofrer falta técnica e a pedir um timeout para aparar as arestas. Depois das orientações, os anfitriões mudaram a postura e encurtaram a diferença para 8 tentos, após sequência de 11 a 0, com uma linda bola do perímetro de Garry Harris. A boa reação de Denver “obrigou” Gregg Popovich a solicitar um timeout também. A partir disso, San Antonio respondeu, conseguiu estagnar a reação do adversário e foi para o intervalo vencendo por 59 a 49, comandado por DeMar DeRozan (17 pontos), além de Derrick White (13 pontos).

No retorno, os Nuggets continuaram sofrendo com o excesso de faltas, Paul Millsap, melhor jogador da equipe na noite até aquele momento, foi para o banco de reservas com quatro infrações e isso minou bastante o grau de intensidade na marcação. Sabendo disso, os Spurs aproveitaram muito bem a oportunidade, voltaram a colocar boa vantagem no marcador de quase 20 pontos, cuidaram bem da bola e controlaram boa parte do terceiro quarto. Entretanto, o duelo estava longe de estar decidido. Com uma recuperação espetacular nos últimos minutos, Denver ganhou a parcial por 26 a 23, guiado por Nikola Jokic e pelos arremessos de longe do ala-armador Garry Harris, indo para o período derradeiro perdendo por 7 pontos de diferença no placar geral (82 a 75).

No quarto final, a partida ficou muito parelha e imprevisível. Se de um lado tinha DeRozan, do outro havia Millsap de volta para a quadra, além de um herói improvável chamado Jamal Murray. O armador estava discreto até então, mas resolveu chamar a responsabilidade no momento mais decisivo, anotou cestas em sequência e foi o grande responsável por virar o confronto, com nada mais, nada menos do que 21 pontos no período. A partir disso, a torcida inflamou, San Antonio saiu da zona de conforto, se descontrolou, inclusive com falta técnica do técnico Gregg Popovich e a última metade da parcial foi toda dos mandantes. Depois de ficar boa parte do jogo atrás do placar, o Denver Nuggets virou o marcador de forma improvável e conquistou uma grande vitória por 114 a 105, empatando a série em 1 a 1.

Nesta quinta-feira (18), às 22h00 (horário de Brasília), os times se enfrentarão novamente, desta vez, no AT&T Center, em San Antonio.

A SÉRIE: Denver Nuggets (#2) 1-1 San Antonio Spurs (#7)

JOGO 1: 13/4, Spurs 101 @ 96 Nuggets – em Denver
JOGO 2: 16/4, Spurs 105 @ 114 Nuggets – em Denver
JOGO 3: 18/4, 22h00 – Nuggets @ Spurs – em San Antonio (com transmissão do SPORTV)
JOGO 4: 20/4, 18h30 – Nuggets @ Spurs – em San Antonio (com transmissão do SPORTV)
JOGO 5: 23/4, (horário a definir) – Spurs @ Nuggets – em Denver
JOGO 6: 25/4, (horário a definir) – Nuggets @ Spurs – em San Antonio*
JOGO 7: 27/4, (horário a definir) – Spurs @ Nuggets – em Denver*

*Jogos só acontecem se necessário.
Obs.: Todos os horários são de Brasília

Foto: Divulgação Twitter / Denver Nuggets

Oddsshark