27/04/2020 - 14h53

Isiah Thomas admite arrependimento por não cumprimentar Bulls nos playoffs de 91

Ex-armador faria diferente se fosse hoje; já o ex-pivô Bill Laimbeer pensa diferente

Ídolo dos Pistons, Isiah Thomas sugere que LeBron James vá para os WarriorsNesta segunda-feira (27), durante o programa “Get Up Morning”, da ESPN norte-americana, o convidado foi Isiah Thomas, que abordou diversos assuntos relacionados à rivalidade entre Detroit Pistons e Chicago Bulls, tratada no episódio 3 da série “The Last Dance”.

O ex-armador disse que ‘pagou caro’ por não cumprimentar a equipe dos Bulls após a derrota na série dos playoffs de 1991.

“Estávamos descendo e Michael Jordan estava subindo. E ao aparecer você tem certas emoções, que são diferentes de quando você é campeão. Olhando para trás, ao longo dos anos, se tivéssemos a oportunidade de fazer de novo, faríamos diferente”, disse Thomas.

“Eu paguei um preço alto por isso. E ao pagar esse preço, e esse é o mundo do esporte, varia de acordo com as emoções. E naquele momento nosso estado emocional era outro que jamais havíamos passado. Portanto, lamentável que isso tenha acontecido”, completou Isiah.

Vale lembrar que a franquia de Detroit eliminou os Bulls dos playoffs em três pós-temporadas consecutivas, antes de serem varridos na final da Conferência Leste de 1991.

Entretanto, mesmo com essa declaração, o pivô daquela equipe, Bill Laimbeer, em entrevista para Rachel Nichols, explicou que não se arrepende de não ter cumprimentado o elenco adversário.

“Por que eu me arrependeria hoje? Não me importo com o que a mídia diz sobre mim. Nunca me importei. Eu estava jogando basquete e ganhei campeonatos. No final da conta somos chamados de campeões mundiais”, detonou Bill.

“Eles choraram e choraram por um ano e meio de como éramos ruins, mas eles nos chamaram de pessoas ruins. Nós não somos pessoas ruins. Fomos jogadores campeões apenas. Eles não sabem como somos individualmente e com as nossas famílias e amigos”, lembrou Laimbeer.

Além de se declarar arrependido pela ação, Isiah Thomas pediu desculpa para a cidade de Detroit pelo modo como o time e, consequentemente, a cidade foram tratados no episódio 3 do documentário de Jordan.

Durante o fim da entrevista Thomas abordou sobre não fazer parte do “Dream Team”, que disputou os Jogos Olímpicos de 1992, em Barcelona, na Espanha, e se a atitude de 91 teve influencia ou não nisso.

“Eu pensava e deveria ter feito parte daquele time. No entanto, não fiz e isso me machucou. Mas se foi por conta disso fico ainda mais chateado do que fiquei na época”, esclareceu o jogador que faz parte do Hall da Fama.

Foto: (Divulgação/NBA)

Gabriel Diodato Redator de NBA - The Playoffs - O Portal de Esportes Americanos

Gabriel Diodato

Redator de NBA

Estudante de jornalismo, sempre amou esportes, desde criança, praticando diversas modalidades. Através das transmissões na televisão, tornou-se apaixonado por NFL, e, principalmente, NBA. É torcedor do Oklahoma City Thunder e simpatizante do Philadelphia 76ers. Na NFL, torce para o Oakland Raiders e admira o Green Bay Packers. Acredita que o esporte tem papel fundamental na inclusão social e auxilia no desenvolvimento de uma ordem na sociedade. Escolha de 1ª rodada do Draft de Redatores de NBA do The Playoffs de 2017.

Oddsshark