22/03/2019 - 01h20

Hawks surpreendem e encerram sequência de vitórias do Jazz

Sob o comando de Trae Young, Atlanta tem boa atuação coletiva, abusa dos tiros de três pontos e bate Utah por 117 a 114

Hawks surpreendem e encerram sequência de vitórias do JazzE a zebra passeou, nesta quinta-feira (21), na State Farm Arena, na Geórgia. Sob o comando do jovem armador Trae Young, o Atlanta Hawks abusou das bolas de três pontos, contou com ótima atuação coletiva e surpreendeu em casa a forte equipe do Utah Jazz por 117 a 114, encerrando uma sequência de cinco triunfos do adversário.

Sem chances matemáticas de classificação para a pós-temporada, os Hawks (25-48) colocaram fim a uma série de três derrotas seguidas, só que continuam parados na 12ª colocação da Conferência Leste. Com o revés, o Jazz (42-30) caiu para o sétimo lugar, porém segue em ascensão na liga e na caça dos primeiros colocados da Conferência Oeste, visando o objetivo de conseguir uma vantagem de mando de quadra na primeira rodada dos playoffs.

Cheio de idas e vindas, o duelo foi equilibrado no primeiro tempo, mas com um leve predomínio de Atlanta. Após o intervalo, Utah voltou com tudo e fez um terceiro quarto brilhante. Porém, a franquia de Salt Lake City não se sustentou no período derradeiro e sucumbiu para um dos piores times da NBA até aqui. Destaque para o número de arremessos e o aproveitamento nas bolas de três dos mandantes com 47,5% (FG 19/40).

O principal protagonista para a jovem equipe dos Hawks foi, mais uma vez, Trae Young. O novato que vem de uma ascensão muito grande após o All-Star Weekend, garantiu o seu 25º double-double na liga (23 pontos e 11 assistências) e bateu o recorde da franquia com 14 confrontos com 20 pontos e 10 assistências ou mais, em uma única temporada.

Outros seis jogadores marcaram dígitos duplos na pontuação, foram eles: Dewayne Dedmon (18 pontos e nove rebotes), Kevin Huerter (14 tentos), Taurean Prince (13 pontos), Kent Bazemore (12 pontos), Alex Len (12 pontos e seis rebotes) e o veterano Vince Carter (10 pontos e seis rebotes).

Pelo Jazz, todos os jogadores titulares contribuíram bastante, mas Donovan Mitchell foi o principal pontuador da franquia e do jogo com 34 tentos. Ricky Rubio (17 pontos, sete assistências e cinco rebotes) e Derrick Favors com double-double (15 pontos e 15 rebotes), foram os outros cestinhas. Já o brasileiro Raulzinho Neto saiu do banco, jogou 12 minutos e ajudou com 5 pontos e dois rebotes.

O JOGO

Com bom aproveitamento das equipes, o primeiro quarto foi bastante equilibrado na State Farm Arena, na Geórgia. O Atlanta Hawks começou quentíssimo nas bolas de três e Taurean Prince era o principal alvo do perímetro. Já o Utah Jazz respondeu do outro lado com um jogo mais coletivo, porém com destaque maior para Ricky Rubio (4 assistências) distribuindo bem as jogadas e Donovan Mitchell (10 pontos) mais na definição. Durante todo o período, os times se revezaram na liderança, entretanto os mandantes foram melhores no fim e venceram a parcial por 29 a 28. O principal momento foi o lindo lance de Trae Young em cima de Rubio. E ênfase também para a entrada do brasileiro Raulzinho Neto na partida. O armador saiu do banco e contribuiu para 2 pontos.

No segundo quarto, o aproveitamento de longe dos Hawks continuou espetacular. Na metade do período, a porcentagem de acerto chegou a ser de 67% (FG 10/15) e terminou a parcial com 55% (FG 12/22). Com isso, mesmo Joe Ingles com a mão calibrada também, o time da casa surpreendeu, dominou o placar e não deu chances ao adversário, principalmente com os reservas contribuindo bem na pontuação. Final de primeiro tempo com 11 pontos separando os times no marcador: 65 a 54.

Após o intervalo, Utah mostrou a força do seu quinteto titular. Com um terceiro quarto brilhante, a franquia de Salt Lake City, sob a batuta de Mitchell, ganhou o período por incríveis 37 a 21 e conseguiu uma ótima virada, com 91 a 86 no placar geral.

No último quarto, parecia que as coisas seriam mais fáceis para os visitantes, entretanto os Hawks voltaram muito bem, guiados pelo jovem armador Trae Young e o equilíbrio voltou ao duelo. Esse panorama permaneceu até os últimos instantes, quando o time da casa, apoiado pela torcida, foi melhor no minuto final, mesmo com a tentativa de reação do Jazz.

Na última posse de bola do jogo e também de Utah, a diferença estava em 3 pontos. Kyle Korver recebeu a bola, mas sofreu falta e foi para dois lances livres. O ala conseguiu errar ambos, Mitchell pegou o rebote, saiu para o perímetro e tentou a cesta de 3 pontos, que daria o empate, porém não foi feliz. Atlanta saiu de quadra com uma vitória improvável, encerrando a sua sequência de três derrotas e do adversário de cinco triunfos consecutivos: 117 a 114.

Melhores momentos

Próximos jogos

No compromisso seguinte, o Atlanta Hawks fará o seu terceiro jogo seguido em casa, desta vez, contra o Philadelphia 76ers, neste sábado (23). No mesmo dia, o Utah Jazz enfrentará o Chicago Bulls, no United Center.

Confira a programação dos jogos que acontecem nesta sexta-feira (22):

Memphis Grizzlies @ Orlando Magic
Los Angeles Clippers @ Cleveland Cavaliers
Denver Nuggets @ New York Knicks
Oklahoma City Thunder @ Toronto Raptors
San Antonio Spurs @ Houston Rockets
Miami Heat @ Milwaukee Bucks
Brooklyn Nets @ Los Angeles Lakers

Foto: Divulgação Twitter / NBA

Oddsshark