19/12/2019 - 19h03

Hall da Fama 2020: Kobe, Duncan, Bosh e Garnett são os principais indicados

Ex-jogadores somam 13 títulos da NBA, seis prêmios de MVP das Finais e 59 participações no All-Star Game

kobe bryantTodo ano o Hall da Fama do Basquete ganha mais integrantes que contribuíram para o esporte. A lista de 2020 está repleta de craques entre os indicados e conta com nomes como Kobe Bryant, Tim Duncan, Kevin Garnett e Chris Bosh.

Os quatro jogadores somam 13 títulos da NBA, três prêmios de MVP, seis prêmios de MVP das Finais, 59 participações no All-Star Game e 40 nomeações para o All-NBA Team. Estas ex-estrelas são os principais nomes da lista de 50 atletas escolhidas pelo Comitê Norte-americano para concorrer à premiação do próximo ano.

Os finalistas serão anunciados durante o All-Star Weekend em Chicago, realizado no mês de fevereiro. A última etapa será em abril, durante o Final Four do basquete universitário, em Atlanta, quando o público irá conhecer os novos membros eleitos.

Além dos craques citados, outros ex-jogadores também foram indicados pela primeira vez este ano. Entre eles Shawn Marion, Michael Finley, Mark Eaton e Buck Williams. Enquanto isso, Chauncey Billups, Mark Jackson, Tim Hardaway, Richard Hamilton, Chris Webber, Ben Wallace e Marcus Camby estão entre os candidatos que já foram indicados em outras oportunidades.

Kobe passou toda a sua carreira de 20 anos no Los Angeles Lakers e teve parceria com Shaquille O’Neal e Pau Gasol para conquistar cinco títulos e chegar a sete finais da NBA, enquanto se tornou um dos maiores pontuadores da história da liga.

Duncan também passou toda a sua carreira com uma única franquia, jogando 19 temporadas no San Antonio Spurs sob o comando de Gregg Popovich. Atuou ao lado de David Robinson, Tony Parker, Manu Ginobili e Kawhi Leonard.

Garnett ajudou a inaugurar a era atual da NBA. Passou os primeiros 12 anos de sua carreira no Minnesota Timberwolves e em 2007 foi para o Boston Celtics, se juntando a Ray Allen e Paul Pierce. Conquistou o título em 2008 e foi vice-campeão em 2010, com grande domínio na Conferência Leste.

Este domínio estimulou a união de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh no Miami Heat a partir de 2010. Depois de ganhar dois títulos e chegar quatro vezes às finais da NBA, Bosh teve problemas recorrentes com coágulos sanguíneos e foi forçado a se aposentar em 2016.

A lista de indicados não para por aí. Os treinadores Rick Adelman, George Karl, Dick Motta e Rudy Tomjanovich foram indicados na esfera profissional. Gene Keady, Rollie Massimino, Bob McKillop, Eddie Sutton, Bo Ryan e Jay Wright também foram lembrados por suas trajetórias em suas respectivas universidades.

Entre as mulheres, Swin Cash e Tamika Catchings foram indicadas pela primeira vez. Becky Hammon, atual treinadora assistente dos Spurs, também foi selecionada. Já Kim Mulkey foi indicada como treinadora e jogadora.

Estrangeiros também foram lembrados. Toni Kukoc, ex-astro do Chicago Bulls, lidera a lista de homenageados internacionais.

Crédito da foto: Reprodução Facebook/Kobe Bryant

Oddsshark