24/03/2020 - 16h48

Gregg Popovich e Jerry Colangelo garantem permanência na seleção dos EUA

Jogos Olímpicos de Tóquio são adiados para 2021 por conta da pandemia do coronavírus que assola o mundo

SAN ANTONIO,TX - JANUARY 23 : LeBron James #23 of the Cleveland Cavaliers is congratulated by Gregg Popovich head coach of the San Antonio Spurs at the end of the game at AT&T Center on January 23, 2018 in San Antonio, TexasOs Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados oficialmente para 2021. Com isso, lideranças da seleção dos Estados Unidos de basquete se pronunciaram e se comprometeram a permanecer nos cargos. O diretor geral, Jerry Colangelo, e o treinador, Gregg Popovich, confirmaram compromisso com o time até o ano que vem. O futuro de ambos era incerto depois deste verão americano e do torneio no Japão.

“Os compromissos que todos assumiram para 2020 ainda estão lá; estamos comprometidos”, explicou Colangelo, o dirigente, que prosseguiu: “É importante lidar com as incógnitas e esse vírus. Isso também passará e voltaremos para o bem-estar de todos”.

No início do ano, Colangelo e Gregg Popovich anunciaram uma lista preliminar de 44 jogadores para os jogos Olímpicos, com nomes como LeBron James, Stephen Curry, Kawhi Leonard, James Harden e Kevin Durant (mesmo com a lesão).

No entanto, as Olimpíadas e a NBA não têm datas certas devido ao surto do coronavírus. Antes do adiamento, o treinamento da equipe dos Estados Unidos estava programado para começar em 4 de julho; a competição no Japão começaria em 24 de julho.

Os EUA tinham amistosos marcados nas cidades de Las Vegas, San Francisco, no novo Chase Center, e em Xangai (China). Tudo seria antes de ir para o Japão, mas todos esses jogos serão adiados.

“Mudar o calendário da NBA é mais fácil falar do que fazer. Há muita logística e contratos para lidar. O mesmo para as Olimpíadas. Você deve assumir que será por volta das mesmas datas”, concluiu Jerry Colangelo.

NBA – Divulgação

Oddsshark