13/07/2019 - 22h46

“Eu queria assumir o controle da minha carreira”, disse Anthony Davis sobre saída dos Pelicans

O astro demonstrou bastante personalidade quando falou sobre o que motivou seu pedido troca

Anthony Davis deixou a NBA em choque ao pedir para ser trocado do New Orleans Pelicans no meio da última temporada. Após a informação ganhar as manchetes, o pivô declarou que tinha alguns times preferidos, como o Boston Celtics e o Los Angeles Lakers, time que o adquiriu nesta free agency.

Entre os motivos apresentados pelo craque para o pedido de trocas, estão as baixas chances de título e sobretudo, o fato dele querer controlar mais a própria carreira.

Meses antes do pedido de troca ser anunciado, o pivô trocou de agente e assinou com a Klutch Sports, empresa comandada por Rich Paul, agente de vários astros da liga. “Eu só queria assumir o controle da minha carreira”, disse Davis numa entrevista coletiva da NBA neste sábado. O maior agenciado de Paul é ninguém menos que LeBron James.

O camisa 23 dos Lakers sempre comandou bem sua carreira, então é provável que AD queira seguir os mesmos passos. “Sempre ouvi as pessoas me dizendo ‘precisamos fazer isso, você precisa fazer isso’, eu meio que gostava disso e como era jovem, eu pensava ‘ok’. Eu sinto que essas pessoas têm as melhores intenções, sério, mas quando comecei a envelhecer e ficar mais experiente, comecei a pensar ‘eu quero fazer isso e quero fazer do meu jeito’”, completa o astro.

O ambiente nas duas equipes pós-pedido de troca não era dos melhores. Em Los Angeles, os jogadores jovens sentiram-se traídos pela diretoria, que oferecia uma nova proposta por dia ao New Orleans Pelicans, até que Lonzo Ball, Brandon Ingram e Josh Hart convenceram os figurões da franquia a aceitar a troca. Ainda de acordo com a imprensa americana, o vestiário comandado pelo treinador Alvin Gentry, assim como a organização do time, ficou com um clima “tóxico” após Anthony forçar sua saída – mesmo assim, o jogador não se arrepende.

“Desde que eu possa dormir de noite e viver com as decisões que eu tomei, estou feliz e não me importo com o que ninguém pensa”, aponta. “Eu tenho uma grande equipe ao meu redor com quem eu posso conversar sobre as coisas que estão acontecendo e eles me dão ótimos conselhos. No final das contas, eu vivo com as decisões que eu tomo.”

Resta saber se os novos ares farão bem ao pivô, que chega com status de “o grande companheiro” que faltava para LeBron. Durante os sete anos nos Pelicans, Davis registrou médias dignas de estrela: 23,7 pontos, 10,5 rebotes e 2,4 tocos por jogo. Se mantiver os números com a camisa dos Lakers, é provável que caia rapidamente nas graças da torcida.

Foto: Reprodução/ Instagram @kingjames

Oddsshark