02/05/2020 - 19h24

“Eu acho que não vou fazer isso de novo”, diz Aaron Gordon sobre campeonato de enterradas

Craque do Magic participou de dois torneios e os resultados dividiram opiniões entre fãs, analistas e até jogadores da liga

Aaron Gordon é um dos talentos do Orlando Magic e conhecido como um dos maiores dunkers da NBA. Em duas oportunidades ele chegou na final do campeonato de enterradas da liga, mas saiu derrotado em 2016 e 2020.

Só que a disputa deste ano contra Derrick Jones Jr, do Miami Heat, foi recheada de polêmica. Eles deram um show e levaram o duelo para uma prorrogação de duas rodadas extras. Os dois ganharam nota máxima na primeira rodada e na segunda, Jones recebeu nota 48 dos jurados.

Gordon, abusando da criatividade, convocou Tacko Fall, gigante do Boston Celtics, de 2,26 metros – o resultado foi uma cravado ousada que levantou a galera. No entanto, três jurados deram notas 9 (Scottie Pippen, Chadwick Boseman, ator de Pantera Negra e Dwyane Wade, lenda do Miami Heat) e assim, Gordon somou 47 pontos e o título ficou com Jones – que inclusive, ficou chocado com o resultado por conta da performance do adversário.

Na internet, fãs da NBA e até jogadores discordaram da decisão e focaram em Wade, afirmando que ele favoreceu o ex-companheiro de Miami. Meses depois, Gordon ainda não esqueceu o ocorrido. O craque do Orlando Magic lançou uma música chamada “9 de 10”, onde dispara versos falando de sua derrota – os internautas entenderam a faixa como uma provocação para Dwyane Wade.

“Até Adam Silver me disse que eu merecia o troféu, não recebi mas tenho algo pra segurar. Esses manos que me perdoem, mas eu não vou vender minha alma, eu pulei o maior cara do ginásio, Deus sabe que eu sou o melhor”, canta Gordon. Em participação no The Jump, programa da ESPN americana, Aaron falou sobre a faixa e também respondeu se uma nova disputa está em sua lista de planos para o futuro.

“Eu acho que não vou fazer isso de novo porque eu estive nos playoffs apenas uma vez. Nós fomos varridos e isso foi uma das experiências mais excitantes que eu já tive no basquete. Isso foi a maior alegria pra mim, então esse é meu foco. Quero estar nos grandes jogos e depois vencer por Orlando”, disse o craque.

O elenco da equipe possui jogadores talentosos como Nikola Vucevic, Evan Fournier, Terrence Ross, Markelle Fultz, entre outros, portanto, a chance de sucesso nos playoffs é real e a prioridade no momento. “Participar do torneio de enterradas demanda muita energia, então sim, vou mudar meu foco”, completa.

Resta saber como o time irá retornar desta paralisação em prol do combate ao coronavírus e claro, como o restante da temporada será decidido.

Foto: Vaughn Ridley/Getty Images

Oddsshark