20/02/2020 - 22h37

Dono dos Warriors afirma que equipe não vai ‘tankar’ no fim da temporada

Joe Lacob descarta que equipe esteja buscando pior campanha possível por boa posição no Draft

O dono do Golden State Warriors, Joe Lacob, afirmou nesta quinta-feira (20) que a franquia de San Francisco não vai “tankar” no final da temporada 2019-2020. O proprietário da franquia hexacampeã da NBA descartou a ideia de buscar a pior campanha para conseguir uma boa posição no Draft.

De acordo com Mark Medina, do USA Today, Lacob confirmou que o objetivo principal dos Warriors não é piorar o seu aproveitamento, afirmando que isso não é algo que “entidades” da bola laranja iriam querer ver. “A princípio, tentaremos vencer todas as partidas. Eu não sou daqueles caras que pensa ‘vamos perder todos os jogos para que possamos fazer a melhor escolha’. Se você resolve fazer isso, você está irritando os deuses do basquete. Então, não vamos fazer isso”.

Os Warriors, depois de disputarem as finais da NBA nos últimos cinco anos (três títulos), estão com a pior campanha na temporada, com 21,8% de aproveitamento (12 vitórias e 43 derrotas), e perderam peças importantes no elenco como Stephen Curry, que fraturou a mão no final de outubro, e Klay Thompson, que rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito no sexto jogo da última final. Mas o “chefão” do time de San Francisco espera ter, além da dupla, o ala-pivô Draymond Green e o pivô Kevon Looney saudáveis para o próximo campeonato e ver boas contribuições do recém-chegado Andrew Wiggins.

“Você adiciona um jogador e tudo pode mudar. Já temos dois dos maiores arremessadores de todos os tempos. Olhe para os nossos jogos. Nós acabamos perdendo de seis a oito pontos. Mas se colocarmos esses dois caras no elenco, nós já somos muito bons. Eu acredito que o Wiggins vai contribuir bastante”, concluiu ao dizer que as ausências foram importantes para o processo de reconstrução. “O lado bom é que nós podemos pensar na próxima dinastia. Acho que foi um bom ano para vermos a nossa situação, fazer uma análise e começar tudo de novo”.

Mesmo não fazendo o tank nesta temporada, os Warriors acabaram aderindo à tática alguns anos atrás. Em 2012, quando o elenco era comandado por Travis Schlenk, atual general manager do Atlanta Hawks, fez uma troca que levou Monta Ellis para Milwaukee para receber um lesionado Andrew Bogut, conseguindo adicionar Harrison Barnes no elenco que contava com Curry, Thompson e Green, após escolher o ala no Draft ao perder as 17 das últimas 20 partidas naquele ano.

Para conseguir fazer um bom rebuild para a temporada 2020-2021, os Warriors fecharam uma troca com o Minnesota Timberwolves no último dia do mercado da NBA, enviando D’Angelo Russell, Jacob Evans III e Omari Spellman para Minneapolis para receber, além de Wiggins, uma escolha protegida de primeira rodada (2021) e uma escolha de segunda rodada (2022). No mesmo dia, a franquia recebeu do Philadelphia 76ers três escolhas de segunda rodada (2020, 2021 e 2022), mandando para a Pensilvânia Alec Burks e Glenn Robinson III.

Foto: Reprodução Twitter/NBA

Oddsshark