05/09/2018 - 20h59

Doc Rivers lamenta rixa entre elenco dos Celtics campeão em 2008

Ex-treinador de Boston acredita que uma relação saudável entre os ex-companheiros significaria muito

Enquanto Ray Allen se prepara para ser o mais novo membro do Hall da Fama do Basquete nesta sexta-feira, o ex-treinador do Boston Celtics Doc Rivers disse em entrevista que lamenta muito a rixa entre os membros do time comandado por ele em 2008, campeão daquela temporada, com Allen no elenco. Doc gostaria que os ex-companheiros superassem suas diferenças em consideração à mais nova conquista do ex-integrante do histórico elenco campeão.

O relacionamento de Allen com seus ex-companheiros de equipe tem sido complicado desde que ele deixou os celtas para jogar no rival Miami Heat durante o verão de 2012. E ao que tudo indica, ele não parece disposto a restaurar as relações tão cedo.

“Com o passar dos anos, as coisas foram quebradas, e eu odeio isso. Eu odeio ter que ver essa situação”, disse Rivers na terça-feira (5), em Boston, durante o evento anual do ABCD Hoop Dreams, um projeto de arrecadação de fundos que ele comanda ao lado do atual treinador do Celtics, Brad Stevens. “Eu adoraria que isso [pudesse ser] uma celebração para Ray. Não há muito o que dizer sobre isso. Ray conquistou um título para nós. Ele realmente conquistou”.

Rivers seguiu: “Eu acho que ele deveria ser celebrado. Eu acho que ele deveria ser celebrado em Boston. Ele é responsável por esse banner. Se eu tivesse um desejo, eu gostaria de poder fazer um trabalho melhor para reunir aquele grupo novamente. Eu consigo trazer vários deles de volta; eu apenas não consigo reunir o grupo todo. Eles realmente deveriam ser [mais unidos] porque eles eram muito próximos, e realmente me dói ver o que está acontecendo”.

Ray Allen e Paul Pierce conversaram no verão passado, mas o diálogo pouco contribuiu para aliviar as tensões entre Allen e os ex-companheiros de equipe Rajon Rondo e Kevin Garnett. O novo membro do Hall da Fama também não contribuiu muito para a causa quando deixou de comparecer à aposentadoria da camisa de Pierce em Boston em fevereiro, um evento em que Garnett, Rondo e Rivers estiveram presentes juntos.

Allen disse nesta semana ao The Athletic que não espera receber mensagens de congratulações em função de sua entrada para o seleto grupo por parte de muitos de seus ex-companheiros de equipe em Boston. Apesar de achar importante, Rivers não está certo de que vá de fato conseguir reconciliar Allen e Rondo.

“Eu tentei, posso te dizer isso”, disse Rivers. “É um monte de pequenas coisas. Essa é a situação: você tem dois caras de nível Hall da Fama no que diz respeito aos seus espíritos competitivos. A razão de que Ray era quem ele é, Rondo era quem ele é, Kevin, Paul – eu acho que Paul fez a coisa certa ao propor uma trégua. [Mas] o motivo de termos sido tão bons é também o motivo que os leva a não se dar bem: muito teimosos, muito duros, muito competitivos e ninguém quer ceder”.

Doc Rivers, agora no cargo de treinador principal do LA Clippers, sorriu com orgulho ao falar sobre como a equipe de 2008 de Boston sacrificou egos para ganhar um título depois que o Big Three composto por Pierce, Allen e Garnett foi reunido durante o verão de 2007. E ele acredita que o desejo de vencer juntos fez daquele Celtics um dos melhores times da história da NBA.

“Esse time, o grupo de 2008, era o mais próximo de um grupo que você poderia treinar”, disse Rivers. “Todos aceitaram seus papéis. Não era um grupo perfeito o tempo todo. Nós tivemos nossas discussões e nossas diferenças, e tudo bem quanto a isso. No chão, eu levaria aquele grupo todas as noites para ir para a guerra. Se eu tivesse um jogo para ganhar na minha vida, eu escolho aquele grupo de 2008 e nós vamos para a guerra, porque você sabe que eles iriam comparecer e fazer isso juntos”.

Crédito da foto: Reprodução Twitter

Oddsshark