09/03/2020 - 22h08

Coronavírus: Em ação conjunta, ligas americanas limitam acessos aos vestiários

Preocupadas com a epidemia, NBA, MLB, NHL e MLS decidiram tomar a medida preventiva que entra em vigor nesta terça-feira (10)

Em comunicado divulgado nesta segunda-feira (9), as ligas National Basketball Association (NBA), Major League Baseball (MLB), National Hockey League (NHL) e Major League Soccer (MLS) decidiram agir em conjunto e a partir desta terça-feira (10), irão limitar os acessos aos vestiários das franquias, visando à prevenção do coronavírus.

Portanto, apenas jogadores, treinadores, gerentes gerais e os departamentos internos das equipes serão permitidos dentro dos vestiários. Com isso, os profissionais de imprensa terão que realizar entrevistas externamente.

Confira a nota conjunta:

“Após consulta com especialistas em doenças infecciosas e de saúde pública foram nos passados os problemas que podem ser associados ao contato próximo em ambientes pré e pós-jogo, por isso todos os vestiários de clubes estarão abertos apenas para jogadores e funcionários essenciais das equipes nas instalações internas até novo aviso. O acesso para a mídia será mantido em locais designados fora do vestiário e da sede do clube. Essas mudanças temporárias entrarão em vigor a partir dos jogos e práticas de amanhã. Continuaremos a monitorar de perto essa situação e tomar as medidas necessárias para manter um ambiente seguro e acolhedor”.

Com maiores ações até o momento, a NBA já havia realizado uma teleconferência, nesta quarta-feira (4), com os proprietários das franquias para discutir as preocupações com o coronavírus e os “próximos passos para as equipes”, de acordo com informações dos jornalistas Adrian Wojnarowski e Zach Lowe, da ESPN americana.

Inclusive, Wojnarowski acrescentou que “as preocupações estão aumentando entre proprietários e executivos de que medidas mais drásticas poderão chegar para a liga”.

Já Shams Charania, do The Athletic, foi além e noticiou nesta sexta-feira (6) que a NBA comunicou para os times que eles devem se preparar para a possibilidade de jogarem sem torcida e com apenas as comissões técnicas nos ginásios.

Entretanto, LeBron James, astro do Los Angeles Lakers e uma das maiores estrelas da liga na atualidade, externou que é totalmente contra a ideia.

Anteriormente, a NBA já tinha informado, por meio de um memorando para os times, recomendações para os jogadores impedirem a propagação do COVID-19.

Algumas ligas esportivas do mundo vêm alterando seus horários ou reduzindo os eventos em resposta à epidemia.

O BNP Paribas Open, um dos maiores torneios de tênis da atualidade fora os quatro Grand Slams, anunciou neste domingo (8) que estava adiando a competição. Além disso, a Itália deve adiar também os eventos esportivos do país até, pelo menos, o dia 3 de abril.

Ken Rosenthal e Evan Drellich, do The Athletic, informaram ainda, neste domingo (8), que a MLB pensa em mudar o início de sua temporada regular, que está marcado para o dia 26 de março. Por isso, Rob Manfred, comissário da liga, conversará sobre o assunto com os proprietários das franquias em uma teleconferência ainda nesta segunda-feira (9).

Segundo a CNN, mais de 108.000 casos de coronavírus foram confirmados ao redor do mundo e pelo menos 3.800 pessoas morreram em decorrência do COVID-19.

Oddsshark