30/03/2019 - 03h53

Com muita emoção e polêmica, Warriors perdem dos Wolves na prorrogação

Mesmo com grande noite de Curry, Golden State decepciona e vê Denver colar na liderança da Conferência Oeste

Com muita emoção e polêmica, Warriors perdem dos Wolves na prorrogaçãoVivendo momentos totalmente distintos na NBA, o confronto entre Golden State Warriors e Minnesota Timberwolves, desta sexta-feira (29), tinha tudo para ser mais uma vitória tranquila dos atuais bicampeões, entretanto não foi isso que se viu em quadra, muito pelo contrário. De maneira inimaginável, cheio de reviravoltas, polêmicas, emoções e com direito a prorrogação, o time de Oakland sofreu com uma atuação gigantesca do elenco dos Wolves e mesmo com uma noite calibrada de Stephen Curry, perdeu por 131 a 130, no ginásio Target Center.

Ainda líder da Conferência Oeste pelo critério de desempate, Golden State decepcionou e agora olha preocupado o Denver Nuggets igualar a sua campanha de 51 vitórias e 24 derrotas, após triunfo sobre o Oklahoma City Thunder. Curry foi o grande protagonista do time e terminou o duelo com 37 pontos, sendo 11 bolas de três convertidas de 19 tentadas (57,9 % de aproveitamento). Além dele, ênfase também para Kevin Durant com double-double (23 pontos, 12 rebotes e sete assistências) e Klay Thompson (20 pontos).

Do lado vitorioso, os Timberwolves (34-41) não saíram da 10ª posição do Oeste e mesmo fora dos playoffs, a torcida tem motivo para sorrir, pelo menos nesta noite, após a grande apresentação coletiva da equipe. Foram nada mais, nada menos, do que oito jogadores com dígitos duplos em pontuação e os cestinhas foram Andrew Wiggins (24 pontos e nove rebotes), Josh Okogie (21 tentos) e o reserva Jerryd Bayless (17 pontos e seis assistências). Porém, o destaque principal acabou sendo o Karl-Anthony Towns que fez o ponto que definiu o jogo. Além disso, o pivô encerrou com um double-double de 15 pontos, 13 rebotes e ainda sete assistências.

O JOGO

Mesmo com alguns desfalques importantes, entre eles Jeff Teague, Derrick Rose, Robert Covington e Taj Gibson, o Minnesota Timberwolves começou melhor o primeiro quarto e anotou os primeiros 5 pontos da noite. Mas o Golden State Warriors, com todas as suas estrelas em quadra, foi se recuperando aos poucos, passou à frente no placar e venceu o primeiro quarto por 32 a 27.

No segundo período, os Warriors continuaram mostrando todas as suas qualidades, comandados, principalmente, por Stephen Curry. O astro estava calibrado nos arremessos do perímetro e marcou seis bolas de três pontos (20 pontos) no primeiro tempo. Com isso, os visitantes abriram boa vantagem e foram para o intervalo ganhando por 14 pontos de diferença (68 a 54).

Parecia que o confronto seria definido com facilidade, até pela disparidade das equipes na tabela de classificação e na qualidade dos jogadores. Só que surpreendentemente, o terceiro quarto foi totalmente diferente. Os Timberwolves mostraram que não estavam derrotados, muito pelo contrário e fizeram 32 a 18 na parcial, guiados pelo talentoso, mas inconstante Andrew Wiggins. Os times foram para o período derradeiro empatados em 86 a 86.

A surpresa não parou por aí, os Wolves não se contentaram apenas com a igualdade no placar e perceberam que poderiam ganhar o jogo. Com ótima defesa e vencendo o duelo na tábua, o time da casa comandou as ações na parcial final e segurou as estrelas dos Warriors até os instantes finais. Porém, o líder da Conferência Oeste tem Curry. O armador cresceu no último minuto e o confronto terminou empatado, após Wiggins errar dois arremessos seguidos na última posse de bola: 115 a 115.

Na prorrogação, o encontro ficou insano. Minnesota conseguiu abrir boa diferença no marcador e vencia por 6 pontos de diferença, com 25 segundos restantes no relógio. Mas do outro lado, Stephen Curry marcou duas bolas de três pontos dificílimas, sendo que a última faltando menos de 1 segundo para o término e empatou o duelo em 130 a 130.

Parecia que teríamos mais um tempo extra, entretanto na última posse e com pouquíssimo tempo no cronômetro, os Timberwolves conseguiram cavar uma falta crucial de Kevin Durant no Karl-Anthony Towns, depois de um lançamento longo para o garrafão, o que gerou muitas reclamações contra a arbitragem. Com tranquilidade, o pivô marcou o primeiro lance livre, errou o segundo propositalmente, pegou o rebote ofensivo e os mandantes saíram vencedores de maneira incrível por 131 a 130.

Melhores momentos

Próximos jogos

O Golden State Warriors voltará à quadra, neste domingo (31), contra o Charlotte Hornets, do proprietário Michael Jordan, na Oracle Arena. Já o Minnesota Timberwolves terá outra pedreira em casa, neste sábado (30), e enfrentará o Philadelphia 76ers.

Confira a programação dos jogos que acontecem neste sábado (30):

Cleveland Cavaliers @ Los Angeles Clippers
Boston Celtics @ Brooklyn Nets
Sacramento Kings @ Houston Rockets
Portland Trail Blazers @ Detroit Pistons
Orlando Magic @ Indiana Pacers
Miami Heat @ New York Knicks
Toronto Raptors @ Chicago Bulls
Philadelphia 76ers @ Minnesota Timberwolves
Memphis Grizzlies @ Phoenix Suns

Foto: Divulgação Twitter / NBA

Oddsshark