16/01/2019 - 02h48

Com gosto de vingança para Butler após troca, 76ers massacram os Timberwolves

De forma avassaladora, Philadelphia tem atuação consistente de suas estrelas e vence Minnesota por 149 a 107 em casa

Com gosto de vingança para Butler após troca, 76ers massacram os TimberwolvesNa primeira partida que colocou frente a frente Jimmy Butler contra a sua ex-equipe após troca polêmica, o Philadelphia 76ers contou com mais uma noite inspirada de seu Big Three e massacrou o Minnesota Timberwolves pelo placar de 149 a 107, nesta terça-feira (15), no Wells Fargo Center, onde tem umas das melhores campanhas da NBA, nesta temporada.

O cestinha do confronto foi Joel Embiid, que liderou os 76ers, mais uma vez, com um double-double de 31 pontos e 13 rebotes, em apenas 27 minutos de quadra, já que o técnico Brett Brown poupou todos os titulares no último período, dominando totalmente o garrafão e ganhando o duelo particular contra a  jovem estrela dos Wolves Karl-Anthony Towns, que vinha de uma partida espetacular de 27 pontos, 27 rebotes, três assistências e quatro bloqueios, na vitória de sua equipe contra os Pelicans, neste sábado (12).

Já o australiano Ben Simmons fez uma grande atuação também e flertou novamente com o triple-double (20 pontos, 11 rebotes e nove assistências) em apenas 26 minutos. Já Jimmy Butler, principal protagonista do duelo antes da bola subir, anotou 19 pontos (8/10 FG), sendo 12 deles no terceiro quarto. Além disso, outros cinco jogadores marcaram mais de dois dígitos em pontuação, mostrando a força do elenco.

Pelos Timberwolves, sete atletas tiveram também dígitos duplos em pontos, mas com uma produção muito inferior ao rival. Mesmo com uma produção baixíssima, as estrelas do time: Derrick Rose (15 pontos), Karl-Anthony Towns (13 pontos e apenas três rebotes) e Andrew Wiggins (12 pontos) foram os principais condutores da franquia.

Nas estatísticas gerais, ênfase para os números nos aproveitamentos de quadra (59,8% a 38,9%), três pontos (48,8% a 34,8%) com 21 tiros certeiros em 43 tentativas, assistências com impressionantes 40 a 18, total de rebotes (54 a 34), rebotes defensivos (46 contra 25) e tocos (11 a 2), ou seja, um verdadeiro massacre coletivo.

Agora, mesmo com o belíssimo triunfo por 42 pontos de diferença e uma sequência de seis triunfos nos últimos oito jogos, os Sixers (29-14) não ganham nenhuma posição na tabela de classificação da Conferência Leste, se mantém na quarta posição, mas permanecem muito próximos do Indiana Pacers (terceiro colocado). Já os Wolves (21-23) ficam estacionados no 11º lugar e distanciam-se um pouco mais da zona de playoffs do oeste.

O JOGO

A partida entre Philadelphia 76ers e Minnesota Timberwolves prometia ser muito disputada e equilibrada, até por tudo que envolvia o duelo fora de quadra, com a troca de Jimmy Butler para a Pensilvânia, após supostas brigas com os ex-companheiros, porém não foi isso que aconteceu durante o jogo.

Os 12 minutos iniciais foram de predomínio dos Sixers. Com uma intensidade pouco vista, ótimo jogo coletivo e sob o comando de Joel Embiid (13 pontos e cinco rebotes), os mandantes fecharam o período com ótima produção ofensiva (40 a 27). Destaque para os aproveitamentos de quadra (62,5%), nas bolas do perímetro (45,5%), muito por conta de Wilson Chandler (9 pontos, 3/4 nas bolas de três).

Já no segundo quarto a diferença entre os times foi ainda maior. Dario Saric até entrou bem no jogo, tentou uma reação, só que os 76ers estavam impossíveis, não deram quaisquer chances e com um amplo predomínio colocou mais de 20 pontos de vantagem com muita facilidade, indo para o intervalo vencendo por incríveis 83 a 58. Seus principais jogadores continuaram com boas participações, e Jimmy Butler, principal personagem do confronto, um pouco mais discreto (7 pontos e quatro assistências). Já do lado de Minnesota, ficou difícil para os jovens talentos, com Towns (8 pontos) e Wiggins (8 pontos) sentindo a pressão e tendo uma produção baixíssima.

No terceiro quarto, apesar da diferença passar dos 30 pontos em determinados momentos, Minnesota até endureceu um pouco mais e a parcial terminou empatada em 32 a 32. Entretanto, o confronto permanecia totalmente controlado, principalmente, devido a presença de Butler, que voltou dos vestiários mais agressivo anotando 12 pontos no quarto. O registro negativo do período foi a contusão do armador Tyus Jones, que saiu carregado para os vestiários.

Já o último período foi apenas protocolar, inclusive com os reservas em quadra já nos primeiros minutos do quarto. Com isso, o Philadelphia 76ers abriu ainda mais a sua imensa vantagem, com direito a participação do veterano Corey Brewer, que já fez a sua estreia pela franquia, após assinatura de contrato, nesta terça-feira (16), por 10 dias, e arrasou o Minnesota Timberwolves por 42 pontos de diferença: 149 a 107.

Próximos jogos

O Philadelphia 76ers vai até Indianápolis, nesta quinta-feira (17), enfrentar o bom time dos Pacers, em belo duelo visando as primeiras posições da Conferência Leste. Já nesta sexta-feira (18), o Minnesota Timberwolves volta para casa e pega o San Antonio Spurs, concorrente direto por uma vaga nos playoffs pela Conferência Oeste.

Confira a programação dos jogos que acontecem nesta quarta-feira (16):

Orlando Magic @ Detroit Pistons
Toronto Raptors @ Boston Celtics (com transmissão da ESPN)
Brooklyn Nets @ Houston Rockets
Milwaukee Bucks @ Memphis Grizzlies
San Antonio Spurs @ Dallas Mavericks
Cleveland Cavaliers @ Portland Trail Blazers
New Orleans Pelicans @ Golden State Warriors (com transmissão da ESPN)
Utah Jazz @ Los Angeles Clippers

Foto: Divulgação Twitter / NBA

Oddsshark