16/02/2019 - 16h35

Anthony Davis: Celtics ‘está na minha lista’ de destinos preferidos

Pivô e estrela do New Orleans Pelicans deixou em aberto qual será o seu destino e disse que seu principal objetivo é vencer

Anthony Davis está envolvido em uma das novelas da NBA que terá seu desfecho conhecido apenas na próxima offseason. Porém, o assunto não deixa de repercutir. Neste sábado (16), Anthony Davis foi entrevistado e deu uma boa notícia para os torcedores do Boston Celtics.

Em uma coletiva realizada como uma das ações do All-Star Weekend, o pivô confirmou que a lista com possíveis destinos que incluía Milwaukee Bucks, Los Angeles Lakers, Los Angeles Clippers e New York Knicks, publicada anteriormente, é “verdadeira”.

Além disso, quando perguntado especificamente sobre o Boston Celtics, Davis deixou claro que é um time candidato a contar com seus serviços e minimizou a questão de uma lista de preferência.

“Eles estão na minha lista… Eu nunca disse que Boston não estava na minha lista”, afirmou a repórteres. “Todos os outros 29 times estão na minha lista. Eu não tenho um destino preferido. Eu só quero ganhar. Grande mercado, pequeno mercado, eu não me importo. Eu quero vencer”, completou.

Davis solicitou publicamente uma troca através de seu agente, Rich Paul, no mês passado. Ele informou ao New Orleans Pelicans que não assinaria uma extensão com um contrato máximo neste verão e deixaria a franquia em 2020 se não fosse negociado.

O momento do pedido de troca pareceu ser um esforço conjunto de Paul e Davis para conseguir que o jogador fosse para os Lakers, onde ele faria dupla com LeBron James.

Os Celtics não podem negociar por Davis até depois de 1º de julho, quando Kyrie Irving se torna um agente livre, já que ambos estão jogando atualmente sob as extensões da “Rose Rule”.

Irving será um agente livre neste verão e pode assinar um novo contrato com o Celtics que permitiria que Boston negociasse por Davis. Os Celtics são amplamente vistos como tendo o melhor pacote para oferecer aos Pelicans, desde que estejam dispostos a oferecer Jayson Tatum como parte do acordo.

Recentemente, no entanto, o pai de Anthony Davis veio a público e disse que não gostaria de ver o filho jogando no Boston Celtics, pois não gostou da maneira como Isaiah Thomas foi negociado por aquela franquia.

A situação de Davis tem sido um completo fiasco de todas as perspectivas desde que sua solicitação de troca foi tornada pública. A negociação com os Lakers não deu certo e o presidente da franquia angelina, Magic Johnson, disse não acreditar que ele e os Pelicans tivessem conversas de boa-fé.

Davis, que havia ficado de fora dos jogos dos Pelicans até o deadline da janela de trocas, retornou à rotação da franquia depois de não ser negociado. Os Pelicans tinham o interesse de não usá-lo nos jogos, mas a NBA interveio em nome de Davis.

Na última semana, uma nova polêmica. Na quinta-feira (14), Davis sofreu uma lesão no ombro na vitória sobre o Oklahoma City Thunder e deixou o Smoothie King Centre com seu agente antes da conclusão do jogo, sem maiores explicações. Posteriormente, foi revelado que o jogador tinha ido fazer uma ressonância magnética. O episódio acabou ajudando a impulsionar a demissão do gerente geral dos Pelicans, Dell Demps, na sexta-feira (15).

Ainda não se sabe se Anthony Davis jogará o All-Star Game da NBA neste domingo (17). Ele está entre os reservas do time de LeBron James.

Crédito da Foto: Divulgação Twitter/Anthony Davis

Oddsshark