02/04/2020 - 21h59

Al Horford doa US$ 500 mil para cidades em que ele jogou basquete

Ala-pivô destina valor para a República Dominicana e cinco cidades norte-americanas para combate contra o coronavírus

Al Horford doa US$ 500 mil para cada lugar que ele jogou basqueteO ala-pivô do Philadelphia 76ers Al Horford anunciou nesta quinta-feira (02) que destinará US$ 500 mil para todas os lugares em que jogou basquete, em ajuda durante a pandemia do coronavírus. Ao todo, são seis locais, sendo seu país natal, a República Dominicana, e cinco cidades dos Estados Unidos para o combate contra o coronavírus.

De acordo com Shams Charania, do The Athletic, Horford dividirá os US$ 500 mil para as localidades escolhidas. Um dos lugares que ele fará as doações é a República Dominicana, seu país natal, onde morou entre 1986 até 2000 quando sua família se mudou para Lansing, do estado de Michigan. Seu pai, Tito Horford, chegou a jogar na NBA, fazendo parte do elenco do Milwaukee Bucks entre 1988 e 1990 e do time do Washington Bullets (atual Washington Wizards) em 1990.

As outras cinco regiões que Horford realizará suas doações são dos Estados Unidos. Uma delas é Michigan, onde o camisa 42 dos Sixers jogou basquete no ensino médio pelo time da Grand Ledge High School até 2007, quando então entrou na Universidade da Flórida, em Gainesville, sendo o segundo lugar a receber seu dinheiro. Lá, ele conquistou a NCAA em 2006 e em 2007, sendo comandado por Billy Donovan, atual head coach do Oklahoma City Thunder, e ao lado de peças conhecidas da NBA como Joakim Noah, Corey Brewer e David Lee.

As outras três cidades são Atlanta, Boston e Filadélfia, o que corresponde aos Hawks, aos Celtics e aos 76ers, as três franquias que ele chegou a disputar uma temporada na liga.

Horford está em sua 13ª temporada da NBA depois de ter sido selecionado na terceira escolha do Draft de 2007 pelos Hawks e em seu primeiro ano nos 76ers após assinar um contrato de US$ 109 milhões por quatro anos com a franquia da Filadélfia. Na temporada 2019-2020, suspensa desde o dia 11 de março devido à pandemia de coronavírus, o camisa 42 acumula médias de 12 pontos, 6,9 rebotes e 4,1 assistências em 30,8 minutos disputados em 60 partidas.

Foto: Reprodução Twitter/Al Horford

Oddsshark