25/03/2020 - 19h40

Scott Boras propõe que MLB faça temporada completa após fim da pandemia

Um dos maiores agentes do beisebol profissional, plano de Boras inclui todos os 162 jogos e estende a temporada até o natal

Nesta quarta-feira (25), Scott Boras, um dos maiores agentes do beisebol profissional, propôs que a MLB não reduzisse a temporada de 2020 após o fim da pandemia do coronavírus. Em entrevista para Mike Digiovanna, do jornal Los Angeles Times, Boras sugeriu que a liga deve implementar todos os 162 jogos de uma campanha normal, o que levaria as equipes a entrarem em campo além do mês de outubro.

“Nós mapeamos tudo”, afirmou Boras, se referindo à sua empresa, a Boras Corporation. “É viável. Nós realizamos estudos climáticos, e no sul da Califórnia, a temperatura média (no final do ano) é de 67ºF (equivalente a 19,4ºC), o que é melhor que [as médias] no fim de março e começo de abril em muitas cidades”.

O agente fez dois planos para uma temporada longa. No primeiro, os duelos se iniciam em 1º de junho e incluem todos os 162 jogos. No segundo, a temporada começa em 1º de julho, possibilitando a execução de 144 partidas. Cada time também teria que participar de 12 rodadas duplas.

Nas duas proposições, os playoffs aconteceriam em dezembro, com os últimos jogos sendo realizados no dia 26. A temporada planejada por Scott Boras estenderia as partidas para os meses de inverno nos Estados Unidos. Para não comprometer a integridade do jogo, vários jogos teriam que ser realizados em estádios fechados ou em locais neutros situados em climas mais agradáveis, para evitar partidas sob neve.

Para que tais ideias funcionem, seria necessário que a MLB reduzisse a quantidade de jogos a serem realizados em cidades mais frias, como Nova York, Chicago e Minneapolis. A liga teria que realizar a maior quantidade possível de partidas em estados mais quentes como a Flórida e o Arizona, como ocorre no Spring Training, a pré-temporada da MLB.

“Existem 11 estádios que podem ser utilizados nos playoffs”, continuou Boras. “Vou conseguir ver a World Series em um local neutro no fim das contas”.

Boras sempre advogou por uma World Series em um estádio neutro para dar aos torcedores mais tempo para planejarem suas viagens e para comprar ingressos, se tornando similar ao Super Bowl. Em uma entrevista para Dayn Perry, da CBS Sports, Boras defendeu que tal evento beneficiaria o esporte: “Se continuarmos a fazer isso (a World Series) em uma escala regional, nós vamos perder algo que o beisebol merece, e o que ele merece é atenção mundial”.

Scott Boras é um dos maiores agentes da MLB. Ele é dono da Boras Corporation, que representa por volta de 175 atletas. Boras representa pessoalmente jogadores como Stephen Strasburg e Anthony Rendon. Ele é famoso por abalar a liga ao possibilitar contratos impressionantes para os seus clientes, como por exemplo, o acordo entre Gerrit Cole e o New York Yankees no valor de US$ 324 milhões.

Entretanto, a MLB ainda não divulgou uma data de início para a temporada, que foi adiada pelo surto do COVID-19 na segunda-feira (16). A liga também não se manifestou sobre um cronograma oficial. Mesmo assim, várias ideias estão circulando entre os times e executivos da organização.

Bud Black, manager do Colorado Rockies, afirmou em entrevista nesta terça-feira (24) que apoia a realização de várias rodadas duplas, sendo cada partida limitada a sete entradas, para acomodar a maior quantidade possível de jogos em 2020.

(Foto: Reprodução vídeo/YouTube)

Oddsshark