01/01/2020 - 22h26

Red Sox não estão buscando troca de Mookie Betts

Mookie Betts pode ser trocado, mas Red Sox não estão atuando ativamente para isso

Mookie Betts lidera vitória dos Red Sox contra os AngelsUm dos principais nomes do Boston Red Sox durante a campanha que culminou na conquista da World Series em 2018, Mookie Betts chegou ao centro das conversas sobre o mercado de trocas após o fracasso da franquia em conquistar a Divisão Leste da Liga Americana da Major League Baseball em 2019. No entanto, se o outfielder pode ser trocado pelos BoSox, isso não ocorrerá porque a franquia atuou de forma ativa por tal objetivo, ao menos segundo Rob Bradford, repórter da rádio WEEI.

O jornalista apontou que os Red Sox não estão ativamente procurando outras equipes para sugerir trocas que envolvam Betts. Em seu relato, ele aponta que a possibilidade existe mas, agora sob o comando de Chaim Bloom, novo chefe de operações, a franquia de Boston não vê a troca do jogador de 27 anos como a melhor forma de reduzir a folha salarial para encaixar-se dentro do limite de US$ 208 milhões para a temporada 2020 e, assim, não pagar valores adicionais a título de punição.

Betts está em sua última temporada de contrato, e torna-se agente livre após a próxima World Series. Seu salário será definido pelo processo de arbitragem caso não chegue a um acordo com os Red Sox nas próximas semanas e, em projeção feita pelo site MLB Trade Rumors, os vencimentos podem superar US$ 27,5 milhões. O jornalista Jason Martinez, do Roster Resource, apontou salário total estimado de US$ 237 milhões por parte da franquia, o que significa que trocar o outfielder coloca a equipe perto do limite salarial, o que justificaria a movimentação.

O grande problema é que substituir Betts é missão quase impossível: ele foi o MVP da Liga Americana em 2018, guiando os Red Sox à quarta World Series no século e, se não manteve o mesmo desempenho no ano passado, ainda foi brilhante. Além de brilhar na defesa, vencendo o Gold Glove como melhor da posição (pelo quarto ano seguido), conseguiu 29 home runs, 80 corridas impulsionadas, 135 anotadas, roubou 16 bases e teve 29,5% de aproveitamento e 39,1% de chegada em base.

Isso representa um desempenho 35% melhor do que a média da liga e rendeu a ele o Silver Slugger como um dos três melhores rebatedores entre os outfielders da AL (terceira conquista em quatro anos), além da quarta escolha consecutiva para o All-Star Game e a oitava posição na votação de MVP. Desde que chegou à MLB, em 2014, o outfielder soma 139 home runs, 470 RBIs, 126 bases roubadas e 613 corridas anotadas, com 30,1% de aproveitamento no bastão e 37,4% de chegada em base.

Crédito das imagens: Reprodução Twitter/Boston Red Sox

Oddsshark