17/04/2018 - 12h27

Ônibus dos Royals é atingido por pedaço de gelo em Toronto e assusta equipe

Time do brasileiro Paulo Orlando passou por um susto em visita à gelada cidade canadense

O inverno parece não ter fim nos Estados Unidos e segue dando dores de cabeça no calendário da MLB. Mas se engana quem pensa que só os ballparks estão sendo afetados pelas nevascas. O deslocamento das equipes também tem sido prejudicado e o Kansas City Royals, que começaria série contra o Toronto Blue Jays nesta segunda-feira (jogo adiado), sentiu isso de perto. O ônibus da equipe foi atingido por um pedaço de gelo quando chegava na cidade, no domingo.

O único ferido no acidente foi o motorista, um homem de 60 anos, uma vez que os estilhaços acertaram em cheio o vidro dianteiro. O brasileiro Paulo Orlando comentou a situação em entrevista ao globoesporte.com, inclusive relatando que o arremessador Blaine Boyer teve de assumir o volante no restante da viagem.

“Na hora, fez um barulho no teto bem no meio do ônibus, e todos se assustaram. O ônibus começou a seguir devagar, e eu mesmo pensei que não era nada sério! Quando parou, todo mundo se deu conta de que o vidro estava estilhaçado, e motorista sangrando no rosto! Eu estava no meio do ônibus”, relatou o outfielder.

A delegação estava em dois veículos, um que estava na frente com a comissão técnica e membros da imprensa, enquanto o segundo levava os jogadores. Com isso os atletas tiveram de esperar por cerca de 40 minutos até que o primeiro ônibus deixasse a primeira parte do grupo no hotel e os viesse buscar no ponto onde haviam parado.

O confronto entre Jays e Royals foi adiado devido a um problema no teto do estádio Rogers Centre, que sofreu uma rachadura, também em virtude da neve. Assim os times devem começar a série nesta terça-feira (17), em rodada dupla.

“Do teto, só soube quando chegamos ao estádio. Caiu um pedaço de gelo na torre!”, completou Orlando.

Oddsshark