23/05/2020 - 09h21

Namorada cita Aaron Judge ao ser parada e presa pela polícia

Companheira de Aaron Judge perguntou se oficiais sabiam quem era seu namorado durante abordagem

A frase ‘você sabe com quem está falando’ já virou folclore: quem nunca ouviu falar de uma história de abordagem policial que terminou com tal sentença, normalmente para intimidar e/ou escapar da ação? Pois é, nos Estados Unidos há quem tenha levado essa prática ao extremo. Imagens divulgadas nesta sexta-feira (22) mostram que, em fevereiro deste ano, Samantha Bracksieck, namorada de Aaron Judge, citou o jogador do New York Yankees ao ser parada e posteriormente detida pela polícia de Scottsdale, no Arizona, sob a suspeita de dirigir embriagada.

A abordagem ocorreu em 25 de fevereiro, após os policiais perceberem que Samantha dirigia com o farol desligado e estava acima do limite de velocidade. Ao ser questionada pelos oficiais, a jovem de 26 anos admite que bebeu duas taças de vinho. Isso deu origem ao teste do bafômetro, que constatou nível de álcool no sangue acima do permitido, e a etapa seguinte, de acordo com a gravação, envolveu a detenção da namorada de Judge, sendo este o momento em que ela começa a confrontar os oficiais.

“Vocês entendem o que estão fazendo? Eu só preciso ir para casa. Vocês sabem quem meu namorado é?”, afirma ela e a resposta, na sequência, é de que os policiais não sabem. “Isso será ruim para mim. Só estou dizendo isso”, continua Samantha. Os responsáveis pela abordagem ignoram e a colocaram no banco traseiro da viatura, mas isso não foi suficiente para interromper a tentativa desesperada da jovem.

“Meu namorado não está em uma posição em que isso pode acontecer comigo. Ele é uma figura pública. Então, eu ser detida por tomar duas taças de vinho não é certo. Meu namorado está sob os holofotes da mídia em Nova York. E, agora, eu estou aqui, algemada no Arizona. Isso não é bom”, raciocina ela. O argumento desesperado não encontrou espaço no coração e na mente dos policiais, que mantiveram Samantha sob custódia e levaram ela à delegacia.

A promotoria apresentou cinco queixas (incluindo dirigir sob efeito de álcool de forma extrema) contra Samantha Bracksieck, que deve comparecer perante o juiz em meados de junho, a depender da abertura gradual do Arizona após a pandemia causada pelo coronavírus. Se condenada, ela pode ser multada ou passar um período na cadeia.

Crédito das imagens: Reprodução/ MLB.com e Reprodução Twitter/New York Yankees

Oddsshark